<
>

Barcelona: como saída de Messi incomodou os patrocinadores do clube nos bastidores

play
Barcelona em crise? Renato Rodrigues critica fase do gigante espanhol após empate em LaLiga: 'É de arder os olhos' (1:19)

Time comandado por Ronald Koeman não venceu o Granada em casa | CLIQUE AQUI e assista a LaLiga AO VIVO pela ESPN no Star+ (1:19)

Um dos principais patrocinadores do Barcelona reclamou com o clube quando Lionel Messi partiu para o Paris Saint-Germain em agosto, afirmou um membro sênior do conselho nesta semana.

O Barcelona volta a campo por LaLiga neste domingo, às 11h15 (de Brasília), contra o Levante, com transmissão pela ESPN no Star+. Ainda não é assinante? Clique aqui para ter mais informações.

O vice-presidente Eduard Romeu contestou que a saída de Messi teria um grande efeito na receita de patrocínios, mas confirmou que alguns dos parceiros do clube ficaram insatisfeitos.

Romeu não identificou o patrocinador que reclamou da saída de Messi, mas fontes disseram à ESPN que a reclamação veio de um dos principais parceiros do clube. Por vários anos, alguns dos maiores patrocinadores do Barça, como Rakuten e Beko, confiaram em poder usar a imagem de Messi para vender seus produtos em todo o mundo.

O Barcelona já enfrentou uma reação do Rakuten , o principal patrocinador do clube, depois que um vídeo vazou nas redes sociais que mostrava Ousmane Dembele e Antoine Griezmann parecendo zombar da equipe asiática.

play
1:19

Barcelona em crise? Renato Rodrigues critica fase do gigante espanhol após empate em LaLiga: 'É de arder os olhos'

Time comandado por Ronald Koeman não venceu o Granada em casa | CLIQUE AQUI e assista a LaLiga AO VIVO pela ESPN no Star+

A saída de Messi ocorre em um momento crítico para o Barça financeiramente. Além da dívida bruta do clube chegar a 1,4 bilhão de euros (R$ 8,75 bilhões), eles também buscam um novo patrocinador para a camisa para a próxima temporada.

A empresa japonesa de comércio eletrônico Rakuten estendeu seu negócio por mais um ano em novembro passado, embora com termos reduzidos de cerca de € 35 milhões por temporada (R$ 218 milhões). Esse acordo termina em 2022 e Romeu diz que as negociações já estão em andamento com outros possíveis patrocinadores.

Enquanto isso, Romeu diz que o clube também terá que fazer um trabalho melhor de marketing de seus outros jogadores após a saída de Messi. O dirigente explicou que 50% de todas as camisas vendidas anteriormente eram com o nome do argentino no verso.

"O que temos que fazer abre as portas a todos os jogadores. Tenho certeza que podemos crescer em termos de merchandising”, disse Romeu ao Sports.