<
>

Real Madrid: jornal espanhol pede Bola de Ouro para Benzema: 'Ninguém está jogando mais do que ele'

Autor de oito gols e sete assistências pelo Real Madrid, o atacante Karim Benzema vem tendo um início de temporada europeia arrasador. Não à toa, uma publicação do tradicional jornal espanhol "Marca", desta quarta-feira (22), já pede a Bola de Ouro, prêmio que elege o melhor jogador do mundo, para o francês.

O Real Madrid volta a campo por LaLiga neste sábado às 16h (de Brasília), contra o Villarreal, com transmissão pela ESPN no Star+. Ainda não é assinante? Clique aqui para ter mais informações.

Em coluna de opinião assinada pelo jornalista espanhol Juan Ignacio García-Ochoa, o veículo foi só elogios ao camisa 9 merengue, que anotou dois gols nesta quarta, na goleada por 6 a 1 sobre o Mallorca, e escreveu: "Se a Bola de Ouro é um prêmio sério, ela deve ser para Benzema".

Na visão de García-Ochoa, ninguém neste momento está jogando mais bola do que o experiente atacante de 33 anos.

"Os oito golos que Karim Benzema marcou nestes primeiros seis jogos do Campeonato Espanhol não devem abranger uma coisa: continua a jogar futebol como os anjos. Além do mais, atrevo a dizer que ninguém joga melhor do que ele neste momento", escreveu.

O jornalista ainda citou Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, atual melhor do mundo, Erling Haaland, do Borussia Dortmund, e Lionel Messi, do Paris Saint-Germain, como fortes candidatos à premiação, mas deixou claro que, ainda assim, ninguém do trio está no mesmo nível de Benzema neste momento.

"A Bola de Ouro é para Benzema. Ele merece por aquilo que está jogando há muito tempo. E agora, com seus objetivos, é uma obrigação dar a ele. Se estivermos enfrentando um prêmio bastante sério", prosseguiu García-Ochoa.

Vale lembrar que os dois atacantes do Campeonato Alemão neste momento têm mais gols do que Benzema, com 11 cada.

Por último, o jornalista ainda lembrou de Jorginho, volante do Chelsea, que também é colocado como um dos cotados a levar o prêmio por conta dos título da Champions League e Eurocopa, este com a seleção italiana. Porém, na sua visão, a situação do ítalo-brasileiro não pode ser comparada à de Luka Modric, que recentemente levou o prêmio.

"Não é de maneira alguma tentador dar o prêmio a Jorginho, cujo nome também é especulado. Com licença, mas seu caso não é como o de Modric, não os compare", finalizou.