<
>

São Paulo: quem é paraguaio que era artilheiro na base e virou 'tampão' na lateral após saída de Daniel Alves

play
Luan encanta torcedores do São Paulo com declaração sobre a grandeza do clube: 'Maior do que qualquer jogador' (1:21)

'O que importa é o São Paulo', disse o volante tricolor | CLIQUE AQUI e assista ao SportsCenter AO VIVO pela ESPN no Star+ (1:21)

Em partida atrasada da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro, o São Paulo recebe, nesta quarta-feira (22), às 20h30, o América-MG, no Morumbi. Para o confronto, o técnico Hernán Crespo, mais uma vez, deve improvisar Galeano pela direita.

Com a rescisão de Daniel Alves, Orejuela se recuperando de lesão na coxa esquerda e Igor Vinicius também fora por conta de uma pancada contra o Atlético-GO, mais uma vez, o paraguaio será utilizado na posição. Mas, em um passado recente, a realidade de Galeano era totalmente diferente.

O jogador de 21 anos chegou ao Tricolor em 2019 emprestado pelo Rubio Ñu, do Paraguai. De cara, pelo sub-20, 13 gols em 44 jogos na primeira temporada na base, impressionando o clube.

As boas atuações fizeram o São Paulo prorrogar o empréstimo, que iria até o fim de 2019. O Clube paulista estendeu o vínculo por mais um ano, desembolsando 100 mil dólares, cerca de R$ 400 mil reais na época.

2020: destaque na Copinha e subida as profissionais

Em 2020, Galeano provou à diretoria do São Paulo que o investimento valeu a pena. Apesar da precoce eliminação na Copa São Paulo de Futebol Júnior nas quartas de final para o Oeste, o paraguaio foi um dos destaques.

Autor de cinco gols durante a campanha, o atacante despertou os olhares da torcida tricolor, que passou a pedir sua subida aos profissionais. No entanto, com Fernando Diniz como treinador, o jogador teve poucas chances em 2020 e atuou em apenas cinco partidas.

Mesmo assim, o São Paulo apostou no atleta e chegou a um acordo com o Rubio Ñu, assegurando mais um ano de empréstimo.

2021: nova posição com Crespo e renovação em aberto

Com Crespo, Galeano passou a ter mais oportunidades. Em 2021, já são 21 jogos, um gol marcado e três assistências. O único tento nos profissionais veio contra o Ituano, pelo Campeonato Paulista, competição conquistada pelo São Paulo.

Em entrevista após a partida, o paraguaio falou da felicidade de marcar pela primeira vez como profissional e do desejo de renovar o contrato.

"Claro que sim (o gol como recado para a permanência). Eles (diretoria do São Paulo) que sabem o que vai acontecer comigo. Vou seguir trabalhando, que vai chegar o momento".

E, desde o Paulista, Galeano passou a fazer uma nova função: a ala direita. Acostumado a fazer gols na base, teve a mudança de posição pretendida por Crespo, que, segundo o próprio jogador, o elogiou.

play
1:21

Luan encanta torcedores do São Paulo com declaração sobre a grandeza do clube: 'Maior do que qualquer jogador'

'O que importa é o São Paulo', disse o volante tricolor | CLIQUE AQUI e assista ao SportsCenter AO VIVO pela ESPN no Star+

“É uma felicidade muito grande, sei que minha família lá no Paraguai está assistindo cada jogo, esse jogo é para eles. Crespo falou para mim que eu iria bem nessa posição. Comecei a treinar, fazer amistosos, observar o Igor Vinícius. Agora é só seguir jogando para ficar melhor ainda. Posição muito difícil tem que atacar, marcar. Como você viu, estava morto nesse jogo”, disse Galeano.

Para renovar, o São Paulo terá que desembolsar, ao final da atual temporada, 1 milhão de dólares, cerca de R$ 5,2 milhões na cotação atual. O clube paulista tem a possibilidade de dividir o pagamento em duas parcelas durante 2022.