<
>

Valencia x Real Madrid: Ancelotti reencontra 'rival amargo' que já impôs adeus a título com show de Diego Alves

A liderança de LaLiga. É 'apenas' que estará em jogo neste domingo (19) quando Valencia e Real Madrid subirem ao gramado do Mestalla. Empatados em 10 pontos e separados pelos gols marcados (13 a 9), que coloca os merengues na ponta da tabela, os adversários fazem outro duelo para os livros de história do Campeonato Espanhol.

Todo encontro entre Valencia e Real Madrid é sempre promessa de jogo quente, e estará AO VIVO na sua tela com transmissão pela ESPN no Star+, a partir de 16h (de Brasília). Quer mais informações sobre isso? Clique aqui.

Uma dessas páginas interferiu diretamente na carreira de Carlo Ancelotti. Foi justamente em uma partida contra o adversário deste fim de semana que o treinador praticamente deu adeus ao sonho de levantar a taça do Campeonato Espanhol na temporada 2014/15.

Precisando vencer para seguir colado e à caça do líder Barcelona, o Real Madrid enfrentou o Valencia pela 36ª rodada naquela temporada, e pegou pela frente um time que brigava ponto a ponto por uma vaga na Champions League.

Mesmo diante de Santiago Bernabéu lotado e com os merengues empurrados pela torcida, foram os visitantes que começaram o jogo simplesmente avassaladores, e aos 26 minutos o placar já indicava 2 a 0 para o Valencia, com gols de Paco Alcácer e Javi Fuego.

Foi aí que entrou em cena um dos protagonistas daquele confronto: Diego Alves. Mesmo com dois gols sofridos, o brasileiro teve uma atuação que ficou marcada como uma das melhores de sua passagem pela Espanha, com ao menos quatro defesas de dificuldade elevadíssima. Mas essa ainda não pode ser considerada a 'cereja do bolo'.

Em um dos momentos de maior pressão merengue, ainda no primeiro tempo, Gareth Bale sofreu pênalti após falta feita por Nicolás Otamendi.

A cobrança? Nos pés de Cristiano Ronaldo. O resultado? Bola nas mãos de Diego Alves. Essa foi uma das três vezes que o goleiro brasileiro evitou um gol do português na marca da cal.

O Real Madrid ainda conseguiu chegar ao empate após muita pressão com Pepe e Isco, que fez um verdadeiro golaço. Nas duas vezes, no entanto, Diego esteve muito perto da defesa.

Mesmo conseguindo o 2 a 2, o Real Madrid praticamente deu adeus ao sonho do título naquela rodada. Indo apenas a 86 pontos, os merengues viram a distância para o Barcelona aumentar com a vitória culé diante da Real Sociedad, que levou os catalães ais 90 pontos a dois jogos do fim.

O Barça terminou aquela edição de LaLiga com o título, somando 94 pontos. O Real foi o vice, com 92. O insucesso no Campeonato Espanhol elevou ainda mais o desgaste interno de Carlo Ancelotti, que acabou demitido logo depois do encerramento daquela temporada.