<
>

Presidente de LaLiga diz que Real Madrid 'nunca poderá ser como o PSG' e ataca: 'Não faz trapaças'

O presidente de LaLiga, Javier Tebas, criticou duramente os gastos da diretoria do PSG no período de crise financeira mundial causada pela pandemia de coronavírus. O cartola defendeu os dois maiores clubes da Espanha, que se enfraqueceram na última janela de transferências.

"Eu disse que o futebol espanhol não está arruinado. Nem Real Madrid nem Barcelona. Há pelo menos 80% dos clubes na Europa que estão muito piores. Em relação ao Real Madrid, acho que foi o clube que melhor administrou a pandemia, com enorme rigor na sua despesa salarial", disse Tebas.

Na última temporada, a equipe merengue apertou os cintos, diminuiu a folha salarial e praticamente não gastou com contratações. Além disso, se desfez de nomes importantes - e caros - Sergio Ramos, Raphael Varane e Martin Odegaard.

"O Real Madrid tem capacidade para fazer o que quer. Nunca pode ser PSG porque o PSG trapaceia. Tem uma despesa salarial perto de 600 milhões de euros (R$ 3,7 bilhões), o que é impossível. Também não é um clube estatal, então você não pode".

O fã de esporte assiste aos jogos do Real Madrid em LaLiga, AO VIVO, pela ESPN no Star+.