<
>

Ibrahimovic reacende polêmica e volta a rebater LeBron James: 'Se é inteligente, entenderá'

A troca de farpas envolvendo LeBron James, astro do Los Angeles Lakers, e Zlatan Ibrahimovic, centroavante do Milan, foi retomada pelo craque sueco.

Em entrevista à revista France Football, Ibra respondeu LeBron após o norte-americano rebater as palavras do centroavante, ainda no início deste ano, sobre esporte e política não se misturarem.

"Disse que não somos políticos. A política nos divide. Futebol, no meu mundo, une as pessoas. É uma grande diferença, uma vez que os políticos dividem. Se quisesse ser político, faria política. Só devemos fazer aquilo que somos bons em fazer. Esporte e política são categorias diferentes. Se for inteligente, entenderá", disse o atacante.

Entenda o caso

Na época que LeBron James chegou ao Los Angeles Lakers, Ibrahimovic estava no Los Angeles Galaxy, clube da MLS. O craque do basquete havia se posicionado politicamente contra Donald Trump, ex-presidente dos Estados Unidos, e foi criticado pelo sueco.

Em entrevista ao canal oficial da Uefa, Ibra disse: "Ele (LeBron) é fenômeno, mas eu não gosto quando pessoas com status falam sobre política. Faça o que você é bom fazendo".

"Eu jogo futebol porque sou o melhor nisso. Não sou político. Se eu fosse um político, eu estaria fazendo política. Esse é o primeiro erro que pessoas famosas fazem quando ficam famosas. Para mim é melhor evitar certos tópicos e fazer o que você é bom fazendo, senão corre o risco de fazer algo errado", completou.

LeBron não deixou barato e tornou a responder Ibrahimovic, lembrando que o próprio astro sueco havia dado a entender que sofria preconceito em seu país por ter um sobrenome diferente dos demais.

"Ele é o mesmo cara que voltava na Suécia e falava sobre essas mesmas coisas, porque seu sobrenome não era um sobrenome tradicional, sentiu que havia alguma discriminação acontecendo”, disse James. “Então sou o tipo de pessoa errada porque faço meu dever de casa. Nunca iria calar a boca sobre as coisas que estão erradas".

A troca de farpas ganhou maiores proporções quando outros nomes da NBA se juntaram a LeBron James na causa e também fizeram críticas a Ibrahimovic pelo seu comportamento.

Baron Davis, duas vezes NBA All-Star (2002 e 2004), usou sua conta no Twitter para criticar as declarações de Ibra. “Zlatan, fique longe de Los Angeles. O Galaxy é uma droga de qualquer maneira. E você é burro para ca####. Pegue aquele olhar roubado do Zohan (personagem do cinema) e devolva para Adam Sandler. Agora deixe o Rei falar”.

Em um tom mais ameno durante o tradicional Festival de Sanremo, que acontece na Itália, Ibra voltou a defender seu posicionamento sobre o tema, afirmando que 'atletas devem ser atletas, os políticos devem ser políticos'.

“O racismo e a política são duas coisas diferentes. Nós, atletas, unimos o mundo. A política divide o mundo. Todos são bem-vindos. Não tem nada a ver de onde você vem. Atletas unem, política divide. Fazemos o que fazemos para unir. Não fazemos outras coisas porque não somos bons, senão eu estaria envolvido com política. Esta é minha mensagem”, disse. “Os atletas devem ser atletas, os políticos devem ser políticos”.