<
>

Após disputar Euro e Copa do Mundo, brasileiro anuncia aposentadoria da seleção da Rússia

Após a disputa da última Eurocopa, o jogador Mário Fernandes anunciou que não jogará mais pela seleção russa. No CSKA-RUS desde 2012, o brasileiro estreou pela Rússia em setembro de 2017. Durante os quatro anos, somou 33 convocações e cinco gols marcados.

"Cada vez fica mais difícil jogar nas duas frentes, preciso de mais tempo para recuperar, agora que as lesões se tornaram mais frequentes. Quero focar no clube, que se tornou a minha casa, e dar a oportunidade para jogadores mais jovens de estrearem na seleção. Foi uma grande honra vestir a camisa da seleção e nunca me vou esquecer", afirmou.

Em 2018, ele ajudou a Rússia a chegar às quartas de final da Copa do Mundo que foi realizada no país.

"Todos os jogadores de futebol sonham em jogar uma Copa do Mundo. E neste caso, também foi disputado na Rússia, todo o país nos apoiou e viveu esse campeonato. A seleção nunca foi tão longe neste torneio", afirmou.

Além disso, o jogador garantiu que não se arrependeu de ter "recusado" a seleção brasileira depois de ter sido chamado pelo técnico Mano Menezes.

"A este respeito, nunca ficarei desapontado. Me lembro do momento em que Roman Babaev estava começando a falar comigo, se seria interessante para mim obter a cidadania russa. E nunca duvidei da minha decisão".

Mário Fernandes foi formado no São Caetano e passou pelo Grêmio antes de se transferir para o CSKA-RUS, em 2012. Desde então, foram 305 jogos na equipe russa, e cinco títulos conquistados.