<
>

Grêmio: Torcedores protestam, atiram pedras em ônibus e tentam invadir CT; polícia usa bombas

play
Torcida do Grêmio protesta, joga pedras e rojões contra ônibus do time e entra em confronto com a polícia em Porto Alegre (1:34)

Policiais revidaram ataques de torcedores ao ônibus do clube (1:34)

A volta do Grêmio dos treinos no CT Luiz Carvalho, nesta quarta-feira, foi marcada por momentos de enorme tensão.

Diversas torcidas organizadas do clube se reuniram em frente ao centro de treinamento tricolor e fizeram um forte protesto contra a péssima campanha do clube no Campeonato Brasileiro.

No entanto, após minutos de gritos e protestos contra a má fase do Imortal, inclusive com o uso de fogos de artifício, a temperatura subiu muito.

Primeiro, os uniformizados atiraram pedras no ônibus que transportava os atletas. Depois, um grupo ainda tentou invadir o CT gremista, tendo que ser contido pelo Batalhão de Choque.

Depois disso, a Brigada Militar dispersou a manifestação usando spray de pimenta e bombas de gás lacrimogênio e de efeito moral.

Segundo a Rádio Guaíba, dois torcedores foram detidos.

O Grêmio volta a campo em 12 de setembro, contra o Ceará, às 11h (de Brasília), na Arena do Grêmio, pelo Brasileirão.

A equipe comandada por Luiz Felipe Scolari tem apenas 16 pontos e está na zona do rebaixamento para a Série B.

Na Copa do Brasil, o clube está virtualmente eliminado nas quartas, após ter perdido por 4 a 0 para o Flamengo no duelo de ida.