<
>

Diretoria do Palmeiras avalia ter feito bom mercado e sem 'irresponsabilidade financeira' durante janela de transferências

play
Diego Costa? Willian? Dudu? SportsCenter monta top 10 das melhores contratações do futebol brasileiro (4:41)

Veja como ficou o ranking do #SCBrasil (4:41)

Nos últimos dias, Flamengo, Atlético-MG, Corinthians, Santos e São Paulo apresentaram diversos reforços de peso, principalmente para seus setores ofensivos. Por outro lado, o Palmeiras vem sofrendo com críticas de torcedores nas redes sociais por não ter contratado um novo centroavante. Segundo apurou o ESPN.com.br, porém, a diretoria alviverde avalia ter feito um bom mercado - e sem cometer "irresponsabilidade financeira".

Na visão da alta cúpula palestrina, o mercado alviverde foi mais "diluído" do que o dos adversários, já que foram feitas cinco movimentações de chegadas durante a janela, sem que elas ficassem concentradas nos últimos dias, como ocorreram principalmente no Timão e no Tricolor.

A diretoria palmeirense enxerga, inclusive, que uma das melhores "contratações" de toda a janela dos times brasileiros foi justamente a do Verdão: o atacante Dudu, que retornou de empréstimo ao Al-Duhail, do Catar.

A avaliação é que o atleta elevou o nível do elenco palestrino, o que foi comprovado por suas ótimas atuações nas quartas da Conmebol Libertadores, contra o São Paulo. É ressaltado ainda o fato de que o departamento jurídico conseguiu liberá-lo para jogar muito antes do previsto, o que ajudou bastante o técnico Abel Ferreira.

Além disso, a possibilidade do retorno de Dudu, avaliada ainda em março deste ano, "travou" a chegada de possíveis novos centroavantes, como Santos Borré, ex-River Plate. O entendimento era que o caixa do Palmeiras, já muito afetado pela pandemia de COVID-19, seria severamente prejudicado caso tivesse que pagar mais um jogador com salário de mais de R$ 1 milhão por mês, como no caso do camisa 4+3.

Como a prioridade era manter os salários em dia, o Alviverde saiu da negociação com o colombiano, que foi para o Eintracht Frankfurt, da Alemanha, após também conversar com o Grêmio no Brasil.

play
1:23

Emocionante! Jailson relembra título brasileiro com o Palmeiras em 2016 e último jogo contra o eterno elenco da Chapecoense

Goleiro conversou com a TV oficial do Palmeiras

Em seguida, também houve o retorno de Deyverson. A intenção do Palmeiras era negociá-lo com algum clube do futebol europeu, mas não houve propostas concretas. Dessa forma, a alta cúpula entendeu que não seria ideal deixá-lo "encostado", e ele passou a fazer parte do elenco de Abel Ferreira.

A comissão técnica avalia que ele fez boas partidas em seu regresso ao Brasil, e, apesar de não estar vivendo bom momento agora, há o entendimento de que ele é um jogador que pode ser útil em certas condições.

Por fim, a diretoria palmeirense trouxe o volante Matheus Fernandes e os laterais-esquerdos Jorge e Piquerez, sendo que só teve que pagar pelo último (US$ 3,8 milhões, ou pouco mais de R$ 20 milhões), e ainda parcelado. Tudo isso contra apenas uma saída: a do ala Matías Viña, que foi para a Roma.

A avaliação positiva também passa pela manutenção de praticamente todo elenco responsável pela conquista da Tríplice Coroa, considerada internamente como muito difícil depois de uma temporada vencedora.

Juntando tudo isso, a diretoria do Verdão entende ter feito "movimentações interessantes" na janela, segundo apurou o ESPN.com.br.

Fontes ouvidas pela reportagem afirmam que todas as contratações foram feitas "dentro das possibilidades atuais" do clube, sem "irresponsabilidade financeira".

A alta cúpula também acredita em uma retomada de Luiz Adriano, que, apesar de estar em momento ruim e tendo poucas chances com Abel, fez um ótimo 2020, com gols decisivos na campanha da Tríplice Coroa palmeirense.

O entendimento é de que não há como contratar um novo jogador toda vez que um nome do elenco não viver boa fase, ainda mais em um momento em que o caixa palestrino ainda está em fase de recuperação pelos efeitos causados pela pandemia de COVID-19, como a falta de torcedores nas arquibancadas e a queda no número de sócios-torcedores.

O comando do clube ainda entende que há boa oferta de nomes na linha de frente do time, com Willian e Rony também podendo atuar como centroavantes, além de vários nomes para as pontas do ataque, como Wesley, Gabriel Veron e Breno Lopes.

Por fim, a diretoria avalia que o elenco do Palmeiras é bom e com quantidade grande de jogadores, inclusive com atletas como Matheus Fernandes e Danilo Barbosa ficando fora do banco de reserva tanto em jogos do Campeonato Brasileiro como da Libertadores.

As fontes ouvidas salientam que a equipe "não fará loucuras", até porque a pandemia de COVID-19 segue em curso e a volta do público aos estádios sequer foi liberada. A visão, todavia, é que o plantel do Verdão é forte e disputa no momento os títulos do Brasileiro e da Libertadores