<
>

Flamengo vê caixa encolher em quase R$ 40 milhões, mas fecha semestre no '0 a 0' e valoriza: 'Outro patamar'

play
Eugênio Leal vê queda de rendimento e 'ambiente estranho' para Pedro no Flamengo (1:41)

O jogador tem recebido poucas chances de Renato Gaúcho (1:41)

O Flamengo divulgou, através de seu site oficial, as demonstrações financeiras do segundo trimestre de 2021. O clube rubro-negro fechou os primeiros seis meses do ano com resultado negativo, mas praticamente em equilíbrio, com déficit de apenas R$ 116 mil.

Isso quer dizer que a receita bruta de R$ 364,7 milhões gerada no primeiro semestre foi gasta em despesas. Na comparação com 2020, no mesmo período até junho, o Flamengo tinha balanço de contas bem mais negativo, com um déficit de R$ 26,1 milhões.

No relatório que acompanha o demonstrativo financeiro, a direção rubro-negra celebrou os resultados do semestre, resumidos como “mais uma vitória do Flamengo”.

“Resumindo este semestre em poucas linhas, podemos afirmar que o Flamengo tem superado a crise provocada pela pandemia mantendo suas finanças saudáveis, quitando seus compromissos em dia sem aumentar seu endividamento e mantendo a sua marca cada vez mais forte, aliada a uma performance esportiva consistente”, descreve.

“Podemos dizer, portanto, que o Flamengo continua em outro patamar, mesmo em meio à pandemia, por gerir de forma cautelosa e responsável suas finanças”, completa.

Redução no caixa

Além do balanço entre receitas e despesas que compõe o resultado do trimestre, o Flamengo também detalhou a situação de seu caixa no período. Do fim de março a junho, o clube viu uma redução no que chama de “base de tudo” de quase R$ 40 milhões.

“Apesar de todos os esforços, em relação ao primeiro trimestre de 2021 tivemos uma redução em nosso caixa no segundo trimestre de 2021, notadamente pela privação de receitas expressivas de arrecadação com bilheteria e sócio-torcedor”, explica o clube.

play
0:40

Renato Gaúcho revela como foi primeiro papo com Andreas Pereira, reforço do Flamengo

Treinador do Flamengo falou após o empate com o Ceará pelo Campeonato Brasileiro

Ao final do primeiro trimestre, o Flamengo apresentava um saldo de R$ 73,2 milhões em caixa, enquanto, ao final de junho, esse valor foi de R$ 33,4 milhões. Ainda assim, a diretoria rubro-negra vê essa quantia como “ainda confortável”.

“Ou seja, mesmo com a frustração de arrecadação de bilheteria e sócio-torcedor, em função da adoção destas necessárias medidas, o clube vem mantendo um montante seguro em caixa e com isso cumpre em dia com seus pagamentos, demostrando saúde financeira.”

O Flamengo ainda acrescenta que, nesse demonstrativo financeiro, ainda não apareceram valores que terão impacto no caixa, com destaque para a última parcela a receber do Real Madrid por Reinier as primeiras da venda de Gerson ao Olympique de Marselha.