<
>

No Bola da Vez, Emerson Palmieri revela 'opções' para o futuro e crava: 'Quero me sentir importante'

play
Brasileiro é sincero sobre futuro no Chelsea: 'A gente quer estar em um lugar onde queiram a gente' (3:17)

Emerson Palmieri está no clube inglês desde 2018 e é o atual campeão da Champions League e da Supercopa Europeia (3:17)

Atual campeão da Champions League com o Chelsea e da Eurocopa com a Itália, o lateral-esquerdo Emerson Palmieri é o convidado do Bola da Vez desta semana, que vai ao ar na madrugada deste domingo, às 0h30 (Brasília), na ESPN Brasil e ESPN App.

Durante a entrevista no programa, o brasileiro naturalizado italiano falou sobre seu futuro e sua situação no Chelsea, onde costumeiramente é reserva.

“Eu sei que não é fácil, mas eu tenho fome de jogar. Eu quero jogar, eu sei que posso estar dentro de campo, eu já provei isso. Então, eu vou fazer de tudo pra estar dentro do campo. Claro que eu ainda tenho mais dois anos de contrato com o Chelsea, que é um grande clube. Eu já provei que posso jogar aqui, mas ao mesmo tempo eu quero estar em campo. Quero jogar, quero me sentir importante, como eu já me senti. Quero ter o mesmo sentimento que senti quando eu fiz o gol contra o Atlético de Madrid, ter o mesmo sentimento quando eu ganhei a Eurocopa", disse o lateral.

"Estar dentro do campo e me sentir importante, me sentir útil, né. Porque a gente quer estar em um lugar onde queiram a gente. Na temporada passada eu joguei de zagueiro, joguei de meio de campo, joguei até praticamente de número 10. Eu joguei jogos na Copa de zagueiro e nunca fechei a cara, nem nada. Entrei e joguei. E isso que sou considerado um lateral ofensivo", completou.

Na conquista da Euro com a Itália, Emerson virou titular na semifinal e final depois da lesão de Spinazzola nas quartas contra a Bélgica.

"Na seleção da Itália, a gente joga com a bola, a gente faz três zagueiros e eu viro ponta esquerda. E no Chelsea eu joguei dois ou três jogos os 90 minutos jogando de zagueiro. Meu problema não é aonde, eu quero estar lá dentro. Eu quero me sentir importante, quero ajudar de alguma forma. Claro que na lateral é onde eu consigo, onde eu com certeza vou expressar meu melhor potencial e com certeza eu acredito que na próxima temporada vai ser diferente, porque eu quero que seja diferente. Na última temporada eu não tive a oportunidade de talvez escolher, de talvez ter uma outra opção. Hoje, eu tenho outras, eu posso escolher, tenho tempo pra escolher, então com certeza a próxima temporada vai ser do jeito que eu escolher, não como as coisas chegarem e eu ter que aceitar. Eu vou fazer de tudo pra escolher a melhor opção, que é aquela de estar dentro do campo o maior número de vezes possível”

"E eu realmente vou escolher a melhor opção. Se for pra ficar no Chelsea, se acontecer do Napoli ou outra equipe. Eu tenho ainda aí mais 25 dias, praticamente, para pensar, para poder escolher a melhor, o melhor lugar, né. Aonde me queiram realmente, me queiram feliz. E aonde eu vou escolher. Porque eu estou com 27 anos hoje, então eu estou em uma idade que eu acredito que eu estou no meu auge da minha idade de amadurecimento, como jogador, como tudo. Então depois de tudo agora que eu passei, de ter ganhado a Eurocopa, ter participado na Champions, eu quero jogar, eu quero me sentir importante e é isso que eu vou procurar nesse mês”, finalizou.