<
>

Paulinho receberá maior honraria da Câmara Municipal do Rio por combate à intolerância religiosa

play
Olimpíadas: Paulinho diz que candomblé é 'mais que uma religião, é uma filosofia de vida' (0:33)

Atacante falou com exclusividade com o ESPN.com.br (0:33)

Campeão olímpico com a seleção brasileira masculina, Paulinho receberá nova honraria nas próximas semanas. Por conta de seu engajamento nas redes sociais, o atacante do Bayer Leverkusen será condecorado com a Medalha Pedro Ernesto.

A homenagem é a maior honraria da Câmara Municipal do Rio de Janeiro e será dada ao jogador por sua luta no combate à intolerância religiosa.

O vereador Átila Nunes (DEM) foi o responsável pela iniciativa, aprovada por unanimidade na casa. Não há data para a entrega da homenagem, mas o atacante deve ser representado por um de seus irmãos, por já estar na Alemanha.

“Paulinho fez uma grande contribuição para o combate à intolerância religiosa ao homenagear na estreia da seleção olímpica, em Tóquio, o orixá Oxóssi, sacando uma flecha imaginária das costas após fazer o gol. Foi a imagem mais poderosa do jogo e fortaleceu o debate sobre o respeito à diversidade religiosa”, escreveu o vereador em suas redes sociais.

Em entrevista recente ao ESPN.com.br, ainda antes dos Jogos Olímpicos, o atacante revelado pelo Vasco da Gama falou sobre a ligação com a religão e o orgulho de vivenciar o candomblé como uma filosofia de vida.

"Eu digo que a fé é uma filosofia de vida, está dentro de nós. Minha religião é muito assim. Nem digo que é uma religião, é uma filosofia de vida. Está dentro de nós, é muito pessoal. É algo que nos move, que eu me sinto honrado, orgulhoso de estar vivenciando. Acredito muito também no meu potencial, no que posso agregar, então, juntando tudo, fica maravilhoso".