<
>

Diego Costa reduz pedida, e Atlético-MG fica a detalhes de fechar com atacante, diz jornalista

O Atlético-MG está perto de anunciar mais um grande reforço. Trata-se do centroavante Diego Costa, de 32 anos.

De acordo com informações do jornalista Jorge Nicola, publicadas no portal Yahoo!, o atacante reduziu a pedida salarial de R$ 2 milhões por mês para algo em torno de R$ 1,2 milhão, valor acessível para a diretoria do Galo.

"Ainda faltam detalhes importantes. Mas tem chances razoáveis de dar certo", disse uma importante figura da diretoria atleticana ao jornalista. Além da diminuição na pedida salarial, outro fator que favoreceu uma aproximação maior de Diego Costa do Atlético-MG foi a desistência do Besiktas, da Turquia, que tinha interesse no atleta.

A diretoria do time mineiro está otimista por um acerto. Neste momento, o Atlético-MG não tem concorrência na negociação e está apenas por detalhes de fechar a chegada do mais novo reforço para o 'supertime' comandado por Cuca, que conta ainda com nomes de peso como Hulk e Nacho Fernández.

Conforme antecipado pelo portal GE e confirmado pela reportagem da ESPN, a pedida inicial de Diego Costa era de R$ 2 milhões por mês, o que rende R$ 24 milhões anuais, cifras consideradas altas pelo clube mineiro.

O diário local Ajansspor revelou que Diego também queria uma taxa de garantia anual de 4 milhões de euros (cerca de R$ 24 milhões) e mais 1 milhão de euros (R$ 6 mi) na assinatura do contrato.

As altas pedidas por parte do estafe de Diego Costa irritaram Ahmet Nur Cebi, presidente do clube turco, que, desiludido por conta dos valores, preferiu encerrar as negociações e desistiu da contratação do atacante brasileiro.

Em meses anteriores, o Palmeiras chegou a flertar com uma possibilidade de contar com Diego Costa. Porém, os altos valores pedidos pelo atleta para um início de negociação, somado aos impactos da pandemia da COVID-19 nas finanças do time paulista, impediram até mesmo uma abertura de conversas entre as partes.