<
>

Copa do Brasil: eliminação do Vasco tem 'duelo' à parte entre Lisca e Daronco: amarelo no intervalo, reclamação de 'manco' e expulsão no fim

Após derrota por 2 a 0 no Morumbi, o Vasco tinha a dura missão de reverter o resultado em São Januário contra o São Paulo para ir às quartas da Copa do Brasil. No entanto, o novo revés, desta vez por 2 a 1, tirou a chance do Cruzmaltino conquistar novamente o torneio nacional.

E a partida na Colina Histórica foi bastante polêmica. Com três expulsões, o clube carioca saiu na bronca com o árbitro Anderson Daronco. E o dono do apito teve um 'duelo à parte' com Lisca.

Isso porque o treinador do Vasco foi um dos expulsos pelo gaúcho no confronto. Ao final da primeira etapa, que terminou 1 a 0 para o São Paulo e teve um gol anulado de Germán Cano, além da expulsão de Léo Jabá, Lisca foi em direção a Daronco, reclamou, levou o amarelo e foi avisado pelo árbitro que não toleraria mais reclamações.

Na etapa final, durante um contra-ataque do Vasco, Lisca teria achado que Daronco não acompanhou o lance e afirmou que o árbitro estava mancando.

Já nos acréscimos, aos 47 minutos, o ponto final da relação entre ambos na partida. Daronco expulsou Lisca, que afirmou não ter se dirigdo ao árbitro.

"Ele apatifou o jogo todo, e eu estou quieto aqui. Eu não falei com ele e nem contigo (conversando com o 4º árbitro)! Que isso! Mas que barbaridade".

Castán, Léo Jabá e Lisca, expulsos contra o São Paulo, estão liberados para a partida contra o Vitória, pela 16ª rodada da Série B, no sábado (7), às 18h30, no Barradão.