<
>

Nacional da Madeira entra na Fifa contra Pedrão, do Palmeiras, exige multa de quase R$ 4 milhões e pede suspensão por 6 meses

O Nacional da Ilha da Madeira, de Portugal, entrou na Fifa nesta terça-feira contra o zagueiro Pedrão, do Palmeiras.

O clube lusitano alega que o jogador não cumpriu seu contrato e pede a suspensão do defensor por seis meses e o pagamento de uma multa de 600 mil euros (cerca de R$ 3,7 milhões).

O Palmeiras havia cedido Pedrão ao Nacional por empréstimo com opção de compra. O time português afirma que exerceu o direito de contratá-lo em definitivo, e o zagueiro assinou um vínculo de quatro temporadas com o clube.

Porém, o jogador se recusou a cumprir o acordo firmado entre as partes e retornou ao Brasil, de acordo com a equipe lusitana.

Pedrão atuou no Nacional durante a última temporada europeia.

Ao todo, disputou 31 partidas pela equipe e marcou um gol.

Ele voltou ao Palmeiras no começo de julho, mas ainda não entrou em campo pelo Alviverde.

Confira o comunicado do Nacional na íntegra:

O CD Nacional apresentou na Fifa uma queixa contra Pedrão por incumprimento de contrato pelo jogador. O Nacional pede a suspensão disciplinar do jogador por 6 meses, ficando impedido de jogar e também o pagamento de uma indenização pelo jogador, no valor de 600 mil euros, correspondente ao dano sofrido pelo Nacional com a perda de um dos ativos mais importantes.

Caso o jogador venha a ser condenado, o clube pelo qual ele joga também será solidariamente responsável pelo pagamento da indemnização ao Nacional.

Pedrão assinou um compromisso contratual com o Nacional por mais 4 temporadas e recusou-se a cumprir com esse contrato, inviabilizando assim o exercício do direito de opção por parte do clube e cujos termos estavam definidos e aceites em termos contratuais aquando do empréstimo por Nacional, Palmeiras e jogador.