<
>

Marinho admite 'desânimo' com convocações da seleção brasileira e abre portas até para defender outros países

Destaque do Santos, Marinho revelou, em entrevista ao podcast Flow, que apesar de ainda sonhar em defender a seleção brasileira, não descarta vestir a camisa de outro país.

O atacante vê o processo de naturalização com bons olho e citou o campeão Eurocopa, Rafael Tolói, com quem chegou a jogar no sub-20, como maior exemplo.

''Imagine se vem uma seleção de fora querendo te naturalizar, como o Rafael Tolói, que jogou comigo na seleção sub-20, em 2010. Ele foi campeão da Euro com a Itália. Isso significa que o cara não gosta do seu país? Claro que não. O cara ama o país, mas é questão de oportunidade de carreira. Se eu tivesse uma oportunidade, claro que a primeira prioridade será sempre meu país, mas se acontecer, seria o maior barato'', disse o jogador.

Aos 31 anos, o camisa 11 do Peixe admitiu que se sente ''desanimado'' por não ter sido convocado e acredita que já fez por merecer para ter uma chance.

''O meu maior sonho é vestir a camisa da seleção brasileira. Depois de tudo o que aconteceu no Santos, eu fui o melhor jogador da Conmebol Libertadores, o melhor da América, vice-artilheiro do Brasileiro, sendo o melhor atacante junto com Gabigol e Luciano. E você não é convocado? Desanima. Eu sei que tem vários jogadores. O Brasil tem muito jogador bom, A gente respeita, mas a gente continua buscando, trabalhando... Vai que tenha uma oportunidade lá, né? Eu continuo acreditando'', contou o jogador.

Questionado sobre os motivos para que ainda não tenha vestido a camisa verde e amarela, Marinho acredita que o seu jeito ''brincalhão'' pode não ser ''levado a sério'' por Tite.

''Eu não sei se eu sou levado a sério com esse meu jeito irreverente de brincar. Talvez se eu mudar minhas atitudes, minha maneira de agir, não brincar toda hora, os caras vão ter uma visão que sou profissional também. Talvez o treinador da seleção não leve tão a sério o cara que brinca muito'', disse.

O atacante volta a campo nesta quarta-feira (28) para enfrentar o Juazeirense pela partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, na Vila Belmiro, às 19h15. Pelo Brasileirão, cumpre suspensão e desfalca a equipe de Fernando Diniz contra a Chapecoense, no domingo (1), às 18h15, na Arena Condá.