<
>

Libertadores: Atlético-MG detona postura do Boca em documento enviado à Conmebol e cobra punição severa aos argentinos

play
Cenas lamentáveis! Nos túneis, Boca e Atlético-MG entram em confronto e grades e lixos são arremessados (1:05)

Confusão generalizada tomou conta dos caminhos aos vestiários (1:05)

E a confusão generalizada provocada pelo Boca Juniors após a eliminação nas oitavas de final para o Atlético-MG, na última terça-feira, ganhou novos capítulos. O Galo enviou um pedido à Conmebol cobrando rigorosa punição aos argentinos.

Nas redes sociais, o clube mineiro divulgou o texto que mandou para a entidade que comanda o futebol sul-americano. Foram anexados documentos, vídeos e até o Boletim de Ocorrência da Polícia Militar para reforçar o comportamento inadequado dos argentinos no Mineirão.

Confira abaixo o texto na íntegra.

O Clube Atlético Mineiro informa que fez representação à Conmebol, via Confederação Brasileira de Futebol (CBF), solicitando rigorosas punições ao Club Atlético Boca Juniors pelos atos praticados após o jogo das oitavas da Copa Libertadores, no Mineirão, no último dia 20.

O Atlético anexou documentos, vídeos e o BO (Boletim de Ocorrência da PM MG), que comprovam, de forma inequívoca, a responsabilidade do Boca Juniors pelos atos de atletas e membros da delegação, que violaram os princípios de conduta do Código Disciplinar da Conmebol.

Integrantes da equipe argentina tentaram invadir vestiários da comissão de arbitragem e, posteriormente, do Atlético, agrediram seguranças e policiais militares e depredaram patrimônio do estádio.

Com a representação, o Clube Atlético Mineiro espera que a entidade que rege o futebol na América Latina (Conmebol) seja firme e exemplar na punição dos infratores, a fim de se coibir tais práticas e, principalmente, emonstrar ao mundo do futebol que atitudes como as ocorridas serão passíveis de severas consequências. Se medidas assim forem adotadas, a Conmebol estará dando relevante contribuição para a paz e para o chamado "fair play" no futebol.

play
1:57

Gol anulado, confusão generalizada e provocações nos pênaltis: Simon avalia tudo de Atlético-MG x Boca Juniors

'Jogo foi quente'; destacou o ex-árbitro sobre o duelo na Libertadores

Depois do empate em 0 a 0, o Atlético-MG venceu nos pênaltis e avançou às quartas de final. Após a partida, os argentinos, irritados com a arbitragem, protagonizaram cenas lamentáveis, com direito a tentativa de invasão ao vestiários do brasileiros, arremessos de grades, lixeiras e demais objetos.

Depois disso, a delegação inteira foi prestar depoimento, que durou mais de 12 horas. Um pagamento de fiança foi feito para que os envolvidos fossem liberados e o retorno à Argentina acontecesse.