<
>

São Paulo libera Bruno Rodrigues, 1º reforço da 'Era Crespo', para acertar com Famalicão, de Portugal

Bruno Rodrigues, primeiro reforço da ''Era Crespo'', não é mais jogador do São Paulo. O atacante rescindiu o contrato de empréstimo, que iria até o fim do ano, e deixa o Morumbi sem conseguir se firmar no elenco.

O próximo passo da carreira do jogador será em Portugal: o Famalicão, com quem assinará por uma temporada, também por empréstimo. A informação foi publicada inicialmente pelo jornalista Jorge Nicola e confirmada pela ESPN Brasil.

Pelo empréstimo de Bruno Rodrigues, o Tricolor tinha acordado pagar R$ 250 mil ao Tombense, clube que detém os direitos econômicos do jogador, estabelecendo opção de compra ao fim do vínculo de 1,2 milhão de euros (R$ 7,4 milhões na época). O time paulista mantém a prioridade de compra caso ele se destaque em Portugal.

Apesar da expectativa, o jogador praticamente não atuou. Foram apenas sete partidas, todas saindo do banco de reservas. Seus últimos minutos foram no empate por 1 a 1 com a Chapecoense, pelo Campeonato Brasileiro.

O jovem de 24 anos chegou como uma aposta para uma carência do elenco são-paulino, a de um atacante de velocidade, mas teve dificuldades para se encaixar no esquema de Crespo. Prova disso é que, na reta final do Paulistão, foi até trocado na lista de inscritos por Paulinho Boia, que nem está mais no clube.

Antes de vestir a camisa do São Paulo, Bruno Rodrigues passou por Ponte Preta, Paraná, Joinville e Athletico-PR, onde foi revelado.