<
>

São Paulo deseja ter Calleri já, mas propõe pagar só a partir de 2022 e pedida salarial assusta

play
Eduardo Affonso: São Paulo deseja ter Calleri já, mas propõe pagar só a partir de 2022 (2:18)

Embora não tenha tido acesso ao valor, a reportagem apurou que a pedida inicial de salário é algo assustador (2:18)

O São Paulo já há algum tempo entendeu que precisa de mais um atacante, e a investida do momento é por Jonathan Calleri. O clube o quer em definitivo e fez contato com o Deportivo Maldonado, do Uruguai, para saber se o mesmo topa negociar o argentino nas condições que o time brasileiro julga possível.

Não há oferta de valores no momento. Mas a agremiação do Morumbi deixou claro que deseja comprar os direitos do atleta de 27 anos e assinar com ele até dezembro de 2024, como antecipou a Gazeta Esportiva e a ESPN Brasil confirmou. Ao fim do vínculo, ele teria 31 anos.

Calleri é visto com muito bons olhos pela direção de futebol tricolor, mas como a situação financeira do clube é delicada (são mais de R$ 600 milhões em dívidas) e os valores desejados pelo time uruguaio e pelo estafe do atleta são considerados altos, todo movimento neste sentido é feito e pensado com todo cuidado.

Embora não tenha tido acesso ao valor, a reportagem apurou que a pedida inicial de salário é algo assustador, algo considerado alto até mesmo para clubes europeus de segundo escalão - os quais o atacante defendeu nos últimos anos, como West Ham-ING, Alavés-ESP e Osasuna-ESP.

play
2:18

Eduardo Affonso: São Paulo deseja ter Calleri já, mas propõe pagar só a partir de 2022

Embora não tenha tido acesso ao valor, a reportagem apurou que a pedida inicial de salário é algo assustador

Assim, o São Paulo propõe pagar um eventual valor acordado só a partir de janeiro de 2022 e de forma parcelada.

É esperar para ver a resposta do clube uruguaio, pelo qual o atacante jamais atuou, mas tem contrato até o fim do ano que vem. No São Paulo, a possibilidade de negócio é vista como complexa e há o entendimento de que só o desejo de Calleri de jogar de novo no Morumbi faria a situação ser mais animadora.

play
1:49

Bruno Vicari: 'Alguém duvida que ainda em 2021 a gente vai ver o Rogério Ceni dirigindo o São Paulo?'

Para o apresentador do SportsCenter, o comandante não tem muito futuro no Flamengo

O atacante passou pelo clube na parte inicial de 2016, fez 16 gols em 31 jogos, embora tenha vivido um jejum de 11 partidas sem balançar as redes, e é muito querido por boa parte da torcida. Foi peça-chave no time que alcançou a semifinal da Conmebol Libertadores.