<
>

Rodrigo Caio revela mágoa com Diego Aguirre nos tempos de São Paulo: 'Não foi leal comigo'

play
Categoria absurda! No treino do Flamengo, Pedro recebe de Bruno Henrique e faz golaço de letra (0:07)

Atacante esbanjou categoria e finalizou no canto, sem chances para o goleiro | Imagens: FLA TV (0:07)

Considerado um dos melhores zagueiros do país, atualmente, Rodrigo Caio já passou por momentos de muita desconfiança na reta final de sua passagem pelo São Paulo, com sua saída sendo marcada por comemorações por alguns torcedores.

Em entrevista ao canal Netfé, o hoje defensor do Flamengo revelou mágoa com o ex-técnico do clube Diego Aguirre e afirmou que sua passagem pelo Tricolor o motivou a trocar de equipe.

“Era muito jovem quando estreei no São Paulo, tinha 17 anos. Infelizmente, não tive a oportunidade de ganhar títulos - que é o que marca. Em 2018 eu tive uma lesão, duas semanas antes da Copa do Mundo. Estava na disputa com o Geromel e acabei não conseguindo ir, acredito muito pela questão da minha lesão”, disse.

“Depois desse momento eu acabei perdendo espaço no São Paulo, chegou um treinador que na minha visão não foi leal comigo da forma que eu gosto de ser com as pessoas. E ali foi o primeiro momento que eu senti que era hora de eu sair do São Paulo, senão eu acabaria com a minha carreira. Não era mais feliz e não estava me sentindo bem. Comecei a ouvir propostas e a proposta do Flamengo me encheu os olhos”, completou.

Aguirre, que passou pelo São Paulo em 2018, está de volta ao futebol brasileiro. Nesta semana, o uruguaio reestreou no comando do Internacional com vitória sobre a Chapecoense.

Rodrigo Caio deixou o São Paulo no final da temporada 2018. Pelo clube, atuou em 268 jogos e marcou 18 gols.