<
>

Brasileiro: Vuaden relata em súmula ameaças de Cuca e até citação do treinador à esposa do árbitro

play
Cuca explica por que se revoltou com arbitragem após derrota do Atlético-MG e diz que 'perdeu a cabeça' (0:42)

O Galo foi derrotado nesta quinta por 2 a 1 pelo Ceará com um gol no último minuto. No entanto, mesmo após a partida, as emoções seguiram fortes. (0:42)

Após o apito final de Ceará 2 x 1 Atlético-MG, o técnico Cuca invadiu o gramado do Castelão, se dirigiu a Leandro Pedro Vuaden e o chamou de 'vagabundo'. Mas, não parou por aí. Na súmula, o árbitro relatou outras ofensas.

De acordo com Vuaden, o treinador do Galo foi ainda mais longe. De acordo com o árbitro, Cuca chegou até a citar sua esposa.

Leia abaixo o que o árbitro Leandro Pedro Vuaden escreveu na súmula:

Expulsei com cartão vermelho direto, apos o término da partida, o técnico da equipe clube Atlético Mineiro, senhor Alexi Stival, por adentrar ao campo de jogo e vir em minha direção proferindo as seguintes palavras: "você me dá azar na vida, ainda bem que vou largar para não precisar conviver com pessoas como você. Tenho nojo. Você é um gaveteiro".

Após visualizar o cartão vermelho continuou proferindo as seguintes palavras: "sem vergonha, se eu cruzar com você na rua te dou umas tapas na cara", inclusive fazendo menção e se aproximando dizendo "vagabundo, vagabundo".

O mesmo foi contido e retirado por integrantes da sua comissão técnica e jogadores da equipe do Ceará. Quando eu estava na área mista me dirigindo ao vestiário da arbitragem, o mesmo proferiu as seguintes palavras "vagabundo, vagabundo, vai ter CPI hoje porque você me pediu voto para a sua esposa".

Informo ainda que me senti extremamente ofendido em minha honra pelas palavras proferidas contra a minha pessoa.

Nos dois gols marcados pelo Ceará, no início e no fim da partida, Everson falhou. Já o gol do Galo foi marcado pelo zagueiro Gabriel.

Com a derrota, o Atlético-MG se mantém com 10 pontos e caiu para a 7ª colocação. Já o Ceará está em 12º, com oito.