<
>

Euro: Lateral da Macedônia do Norte revela bastidores de encontro com Arnautovic após polêmica

Uma semana após a polêmica, Ezgjan Alioski, da Macedônia do Norte, falou sobre o caso e revelou como foi o encontro no vestiário com o austríaco Marko Arnautovic depois do jogo entre as duas seleções pelo grupo C da Eurocopa, no último dia 13.

No duelo, o atacante do Shanghai SIPG, da China, fez o último gol da vitória da Áustria por 3 a 1 e celebrou de forma agressiva, tanto com gestos quanto com palavras, na direção de atletas rivais, especialmente o lateral-esquerdo do Leeds United. Um dos gestos foi colocar o dedo indicador junto ao polegar de uma forma que o fez ser acusado de ser uma manifestação supremacista. A Uefa não considerou a ação racista, mas puniu o jogador na quarta-feira (16) com uma partida de suspensão.

Agora, Alioski deu os detalhes do que aconteceu e disse que o colega até pediu desculpas após o ocorrido.

"Nesses momentos de calor, pode acontecer de um jogador perder a cabeça e não ter a consciência do que está dizendo. Talvez ele tenha percebido isso tarde demais", começou o jogador de 29 anos.

Questionado sobre se entendeu o que Arnautovic falou, respondeu:

"Não entendi o que ele me disse depois de marcar, pois o barulho no estádio estava muito alto. Eu só vi que ele dirigiu as palavras para mim. No futebol, discussões acaloradas em campo são normais, especialmente em jogos tão emocionantes. É por isso que não dei mais importância a eles naquele momento. Pessoalmente, acho que, quando essas coisas acontecem, as partes envolvidas devem ter uma conversa após o jogo para esclarecer quaisquer palavras erradas. É uma maneira de fazer as pazes e colocar as emoções no contexto adequado."

Alioski, camisa 8 na foto acima e quem segura a placa com a frase "Equal Game" [Jogo Igual, na tradução literal para o português] também detalhou o que o atacante austríaco disse nos vestiários.

"Ele veio ao nosso vestiário para se desculpar [após a partida]. Conversamos sobre nossas trocas verbais após o jogo, incluindo este incidente. E nós apertamos as mãos e fizemos as pazes."

Vale explicar que Alioski é macedônio, mas tem raízes na Albânia, enquanto Arnautovic tem origem na Sérvia, hoje independente, mas que já foi parte da antiga Iugoslávia, assim como a atual Macedônia do Norte.

O lateral também aproveitou para fazer uma avaliação do desempenho de seu país até aqui em sua primeira Eurocopa.

"No início, a gente estava um pouco nervoso, porque era nosso primeiro grande torneio, acredito que por isso não desempenhamos nosso melhor futebol nos primeiros 45 minutos dos nossos dois jogos [contra Áustria e Ucrânia]. Nas segundas etapas, conseguimos ser a equipe que realmente somos, com mais confiança e agressividade no ataque. Percebemos que, mesmo na Eurocopa, é o mesmo jogo de futebol. Essa experiência nos ajudará a ter um melhor desempenho contra a Holanda e em torneios futuros."

A Macedônia do Norte, já eliminada, faz seu último jogo na disputa nesta segunda-feira (21), às 13h (horário de Brasília), contra a Holanda, em Amsterdã. No mesmo horário, a Áustria fará duelo contra a Ucrânia em Bucareste, na Romênia.