<
>

Flamengo: Ceni diz que 'decisões erradas' permitiram vitória do Bragantino e justifica 'substituição única': 'Risco muito grande'

Neste sábado (19) o Flamengo perdeu por 3 a 2 para o RB Bragantino no Maracanã e sofreu a sua primeira derrota no Campeonato Brasileiro 2021. Após a partida, o técnico Rogério Ceni falou em entrevista coletiva e justificou algumas das decisões tomadas durante o jogo, entre elas o fato de ter feito somente uma única substitituição.

Ao longo dos 90 minutos, o treinador, que retornou ao campo após se recuperar da COVID-19, só sacou Michael do time para a entrada de Max. E segundo ele, mais trocas só não foram feitas pelo fato de haver um "risco" por ter muitos garotos no banco de reservas. Ceni ainda falou sobre o cansaço sentido por alguns atletas durante a partida.

"É natural que eles sintam cansaço já no final do jogo. Eu queria ganhar o jogo, defensivamente eu tinha várias substituições para fazer, mas neste momento onde todos os times, não só o Flamengo, têm jogadores importantes na seleção brasileira, nós tínhamos três garotos no banco. (Rodrigo) Muniz estava bem no jogo, achei que não era o dia para colocar o Ryan. Tiramos o Michael, que já vinha de dois jogos seguidos, o tempo todo, e tentamos colocar o Max para continuar dando amplitude por aquele lado. O Werton praticamente ainda não teve minutos no profissional, era um risco muito grande fazer essas alterações. Ou fazer alterações defensivas, ou nós tentávamos com o Max, sabendo que ele estava um pouco desgastado, mas sabíamos que era o melhor time para manter em campo no momento", disse.

Apesar da derrota, o Rubro-Negro chegou a virar a partida para 2 a 1, após belo gol de bicicleta de Rodrigo Muniz no segundo tempo. Apesar disso, o clube de Bragança Paulista conseguiu marcar mais dois gols logo em seguida, o que sacramentou o tropeço no Maracanã.

Sobre os lances dos gols sofridos pela sua equipe, Ceni afirmou que o primeiro, marcado por Aderlan, ainda aos 12 do primeiro tempo, teve um toque de sorte do rival, enquanto os dois últimos foram causados por decisões erradas dos jogadores rubro-negros.

"Sofremos um gol de bola parada, uma batida até baixa, o jogador coloca o calcanhar na bola, e ela acaba entrando. Depois dois gols de transição, onde poderíamos matar a jogana na origem, tomamos algumas decisões erradas na construção da jogada, na parte final, tínhamos condições de ter encurtado mais e ter matado a jogada para dar tempo de recompor. Além das infelicidades, bola prensada, chutada, bate no pé de um, sobe, dá de cabeça. Tem dias que as coisas não acontecem como a gente espera. Tivemos um bom número de chances, só que além de fazer dois gols, sofremos algumas transições", finalizou.

Com a derrota, o Flamengo segue com seis pontos e em nono na tabela, lembrando que a equipe ainda tem dois jogos a menos. Na próxima quarta-feira (23), mais uma vez no Maracanã, os cariocas recebem o Fortaleza pela sexta rodada.