<
>

Carrasco de Portugal diz que não pediu camisa de Cristiano Ronaldo após ser ignorado e 'se sentir pequeno'

play
Cristiano Ronaldo, Shearer, Henry... veja os 10 maiores artilheiros da história da Eurocopa (0:55)

Primeiro da lista, CR7 vai a campo neste sábado contra a Alemanha, pela Eurocopa (0:55)

Lateral-esquerdo da Alemanha, Robin Gosens foi o principal destaque da contundente vitória de virada para cima de Portugal por 4 a 2 pelo grupo F da Eurocopa, neste sábado (19). Além de anotar um gol, ele ainda deu uma assistência e participou dos outros dois tentos de seu país. Não por acaso, foi eleito o melhor em campo.

A vitória ainda teve um gostinho especial por conta da mágoa do atleta de 26 anos com Cristiano Ronaldo. Ainda em 2019, o atleta da Atalanta, da Itália, pediu a camisa do rival após uma vitória por 3 a 0 em cima da Juventus, pela Copa da Itália, mas o português se recusou e não atendeu ao pedido.

Goesens disse na época que Cristiano Ronaldo sequer olhou em sua cara. A cena foi motivo de risadas dentro do vestiário da Atalanta. O lateral-direito Hateboer, companheiro de equipe, decidiu dar de presente a Gosens uma camisa do português.

Dois anos depois, na saída do gramado neste sábado, o alemão disse que não repetiu o ato desta vez. "Desta vez, eu não pedi camisa para ele. Eu só queria aproveitar a vitória”, disse em entrevista ao canal de televisão Sky Sports, da Itália.

"Não sei nem por onde começar. É certamente uma noite inesquecível para mim. Vencemos uma equipe muito forte e eu marquei meu primeiro gol neste torneio, além da assistência. Estou muito feliz e orgulhoso. Sabíamos que tínhamos que ganhar, porque se perdêssemos, ficaria difícil para a classificação. Tentamos dar tudo no ataque e na defesa. Estou muito feliz", finalizou.

A vitória deu uma sobrevida à Alemanha, que agora soma os mesmos 3 pontos de Portugal. A França, com 4 pontos, é a líder da chave. A Hungria, com apenas 1, fica com a lanterna.