<
>

Eurocopa: Dinamarca 'joga por Eriksen', abre o placar com 2º gol mais rápido da história, mas leva virada da Bélgica, que se classifica

Nesta quinta-feira (17) a Bélgica manteve os 100% de aproveitamento na Eurocopa 2021 e venceu a Dinamarca de virada. Jogando no Estádio Parken, em Conpenhage, os belgas começaram perdendo, mas viraram o placar para 2 a 1 no segundo tempo.

Os gols foram marcados por Yussuf Poulsen, ainda no primeiro tempo para a Dinamarca, e Thorgan Hazard e Kevin De Bruyne, que sacramentaram a vitória de virada belga.

Com o resultado, os dinamarqueses tropeçaram pela segunda vez consecutiva na competição e ainda não venceram na atual edição da Euro. Antes do início da competição, o país vinha de cinco jogos seguidos sem derrota.

Campeã em 1992, o país tenta quebrar um jejum que já dura desde 2004, na Euro disputada em Portugal, para avançar depois de tanto tempo à fase final da competição.

A Bélgica, por sua vez, somou o seu terceiro jogo consecutivo com vitória em 2021 e aumentou para 11 o número de partidas de invencibilidade. A última derrota aconteceu em outubro de 2020, para a Inglaterra, na UEFA Nations League.

Além disso, os belgas aumentaram a sua soberania contra a Dinamarca. Isso porque o país não sabe o que é perder para o rival desde setembro de 1995, ou seja, há quase 16 anos.

A partida também teve um momento histórico. Aos 10 minutos do primeiro tempo, foi prestado um minuto de aplausos ao meia dinamarquês Christian Eriksen, que na estreia da Euro contra a Finlândia, desmaiou no gramado do mesmo mesmo estádio. A cena foi emocionante.

Uma outra curiosidade do confronto foi que o gol de Poulsen, marcado aos 1'38s do primeiro tempo, foi o segundo mais rápido da história da Euro. O mais rápido foi marcado pela Rússia, em 2004, aos 1'07s.

Situação do campeonato

Com a vitória, a Bélgica selou a sua classificação para as oitavas de final da Eurocopa, já que foi a seis pontos no grupo B, que lidera de forma isolada. Na terceira rodada, basta um empate com a Finlândia que o país confirma a primeira posição sem depender de outros resultados.

A Dinamarca, por sua vez, tem vida complicada na competição. Ainda sem nenhum ponto somado, a equipe ocupa a lanterna do grupo e precisará vencer a Rússia, na última rodada, para tentar sonhar com uma classificação.

Vale lembrar que os quatro melhores terceiros colocados de cada grupo também avançam para a fase final da Euro.

O cara: Kevin De Bruyne

Apesar de ter começado no banco de reservas, o meia do Manchester City mudou o jogo assim que entrou, no segundo tempo. De Bruyne teve participação fundamental no gol de empate da Bélgica, dando assistência para Thorgan Hazard marcar, e ainda anotou o gol da virada.

Foi mal: Jannik Vestergaard

O zagueiro dinamarquês, apesar de ter começado bem o primeiro tempo, contribuiu para a virada belga e bobeou no primeiro gol dos belgas, marcado por Thorgan Hazard. Foi substituído no fim do jogo, para a entrada de Olsen.

Próximos jogos

A Dinamarca encerra a sua participação no grupo B da fase de grupos na próxima segunda-feira (21), quando mais uma vez em Copenhage recebe a Rússia. No mesmo dia, a Bélgica encara a Finlândia, em São Petersburgo.

FICHA TÉCNICA

Dinamarca 1 x 2 Bélgica

GOLS: Dinamarca: Poulsen (1'38s); Bélgica: Thorgan Hazard (55') e Kevin De Bruyne (70')

DINAMARCA: Schmeichel; Christensen, Kjaer e Vestergaard (Olsen); Wass (Larsen), Hojbjerg, Delaney (Jensen) e Maehle; Braithwaite, Damsgaard (Cornelius) e Poulsen (Norgaard). TÉCNICO: Kasper Hjulmand.

BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Denayer e Vertonghen; Meunier, Dendoncker (Witsel), Tielemans e Thorgan Hazard (Vermaelen); Mertens (De Bruyne), Yannick Carrasco (Eden Hazard) e Lukaku. TÉCNICO: Roberto Martínez.