<
>

Presidente do São Paulo detona VAR após empate no Brasileirão: 'Desequilibrar a partida foi o que aconteceu hoje'

O São Paulo segue sem vencer no Campeonato Brasileiro. Nesta quarta (16), jogando no Morumbi, o Tricolor até saiu na frente da Chapecoense, mas sofreu o empate na etapa final. E um lance foi crucial para o resultado: a expulsão de Rodrigo Nestor.

Aos 41 minutos do primeiro tempo, Rodrigo Nestor levantou o pé numa dividida e acabou acertando a cabeça do rival da Chape. Inicialmente, o árbitro havia dado apenas cartão amarelo. Porém, o VAR o chamou para a checagem e ele mudou a cor do cartão.

Após a partida, Julio Casares, presidente do São Paulo, detonou o VAR, disse que faltou critério para o chamado e afirmou que foi fundamental para o resultado da partida.

"São-paulinos, vocês me conhecem, eu não sou de falar de arbitragem, mas hoje não poderia ser diferente. O VAR agiu muito mal, com falta de critério, ao chamar o árbitro em um lance em que o amarelo já estava de bom tom. Você tirar um jogador ainda no primeiro tempo é desequilibrar tecnicamente a partida", começou por afirmar.

"Não é desculpa, mas desequilibrar tecnicamente a partida foi o que aconteceu hoje. Lamentamos, protestamos e esperamos que isso mude. E que tenha um critério único a cada jogo", completou.

Em quatro jogos, foram duas derrotas e dois empates. Com a campanha, o Tricolor tem apenas dois pontos e ocupa a 15ª colocação na tabela do Brasileirão, podendo terminar a rodada dentro da zona de rebaixamento.

O próximo compromisso dos comandados por Hernán Crespo é o clássico contra o Santos, no domingo (20), às 18h15, na Vila Belmiro.