<
>

PSG: Mbappé x Al Khelaifi: novela, irritação e tensão marcam bastidores sobre futuro do astro, conta jornal

play
Pogba se diverte antes da estreia na Eurocopa e mostra bastidores da seleção francesa (0:56)

O astro do Manchester United filmou o companheiro Presnel Kimpembe na concentração para o jogo contra a Alemanha, na terça-feira (0:56)

O futuro de Kylian Mbappé segue indefinido. Com um pouco mais de um ano de contrato pela frente com o Paris Saint-Germain, o astro francês ainda não definiu se renova ou não com o clube parisiense e, na retaguarda, está o Real Madrid, que nunca escondeu o seu desejo de contar com o atacante. E segundo informações do jornal espanhol Marca, o clima entre o camisa 7 e o presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi, não é dos melhores neste momento.

Nos últimos dias, o mandatário do clube parisiense foi contundente nas suas declarações e deixou claro que o PSG não irá vender o astro, muito menos deixá-lo sair de graça do Parque dos Príncipes.

"Serei bem claro: Mbappé vai ficar em Paris, nunca vamos vendê-lo e ele nunca vai sair de graça... Mbappé tem tudo o que precisa em Paris. Para onde ele pode ir? Que clube, em termos de ambição e projeto, pode competir com o PSG hoje?", disse Al-Khelaïfi, em declarações ao jornal francês L'Équipe.

O sheik do Catar ainda deixou alguns "recados" para o camisa 7, que atualmente está concentrado com a seleção da França para disputa da Eurocopa 2020, e deixou claro que o atacante pode querer um projeto ambicioso para renovar e entende, mas que Mbappé não terá poder de decisão em quem o PSG contratará ou não para a próxima temporada.

"Se ele disse isso (que quer um projeto vencedor), ele quer ganhar e isso não é uma coisa ruim. Também somos ambiciosos. Mas se ele quer decidir se contrataremos ou não, isso não é possível", completou.

As declarações do seu patrão, por sua vez, não pegaram nada bem para o jogador de 22 anos, que mostrou certa irritação com o que foi dito e respondeu, em entrevista coletiva pela seleção francesa.

"O que quero deixar claro é que nunca pedi nenhum jogador ou ao Leonardo (diretor do PSG) ou a ninguém do clube. Sou jogador de futebol e tenho que me contentar com o que faço em campo", disse.

Apesar de, no geral, a relação entre os dois ser boa, o momento é de tensão no clube. A renovação de Mbappé já se transformou numa novela e o PSG, além do próprio presidente da França, Emmanuel Macron, o pressionam para que ele estenda o seu contrato para além de junho de 2022.

O Real Madrid, por sua vez, é um dos grandes responsáveis por este clima nos bastidores do Parque dos Príncipes, já que o astro francês nunca escondeu que vestir a camisa do clube espanhol é um dos objetivos da sua carreira.

Por enquanto, tudo segue indefinido. É possível que surjam novidades após o término da Euro, quando Mbappé retornará à Paris. Certo mesmo é que as recentes declarações do presidente do clube e de Mbappé tornam o clima um pouco pior do que costumava ser.