<
>

CBF deve vender avião comprado por Caboclo em último dia como presidente, diz site

play
Tite responde se pensou em deixar a seleção brasileira durante 'turbulência' na CBF; veja (1:52)

Após a vitória do Brasil sobre o Paraguai no Defensores del Chaco, Juninho Paulista também se manifestou durante a coletiva de Tite (1:52)

O presidente afastado da CBF, Rogério Caboclo, comprou um avião em seu último dia útil como mandatário da entidade. Agora, a Confederação deve vender a aeronave, segundo informou o Globoesporte nesta sexta-feira.

Na última sexta-feira, dia 4, Caboclo investiu R$ 71 milhões dos cofres da entidade na aeronave Legacy 500, com capacidade para 16 pessoas, fabricado pela Embraer. Sempre de acordo com o veículo, a compra foi feita sem o conhecimento de diretores da CBF.

A ideia de Caboclo era vender o Cessna Citation, atual avião da CBF, que comporta 12 pessoas, por R$ 22 milhões. Diretores da entidade, entretanto, não viam necessidade da troca de aeronave.

Caboclo foi afastado dois dias depois da compra do avião, num domingo, acusado de assédio moral e sexual por uma funcionária da CBF.

play
1:52

Tite responde se pensou em deixar a seleção brasileira durante 'turbulência' na CBF; veja

Após a vitória do Brasil sobre o Paraguai no Defensores del Chaco, Juninho Paulista também se manifestou durante a coletiva de Tite

De acordo com o Globoesporte, a atual gestão da CBF deve conseguir vender o novo avião pelo mesmo valor da compra.