<
>

Copa do Brasil: times do nordeste causam 'semana do terror' no torneio e deixam 11 títulos pelo caminho

play
O discurso emocionante de Carlos Rabelo, treinador da Juazeirense, antes de eliminar o Cruzeiro na Copa do Brasil (1:08)

Via: Juazeirense TV Cancão (1:08)

A Copa do Brasil viveu uma 'semana do terror' para os campeões Palmeiras, Cruzeiro e Internacional. Juntos, os três clubes somam 11 títulos da competição. Seis da Raposa, quatro do Verdão e um do Colorado. No entanto, a camisa não pesou diante de três equipes do Nordeste.

CRB, Juazeirense e Vitória reverteram as derrotas nas partidas de ida, se impuseram e saíram com a classificação heroica para as oitavas de final da competição.

Na quarta (9), alagoanos e baianos, respectivamente, tiraram Palmeiras e Cruzeiro. Em ambas as partidas, vitória por 1 a 0 no tempo normal e triunfo nas penalidades.

Nesta quinta (10), foi a vez do Vitória fechar a trinca nordestina, fazer 3 a 1 no Internacional, dentro do Beira-Rio, após derrota por 1 a 0 no Barradão, e carimbar a vaga sem a necessidade dos pênaltis.

Após a partida, o atacante Samuel desabafou e deixou um recado em nome do Nordeste. O jogador de 20 anos, autor do primeiro gol do Vitória na partida, pediu mais respeito com a região.

"Queria falar um negócio aqui. A gente viu muitos vídeos aí durante a semana dando o Internacional como favorito, falando que eles jogando mal tinham que dar treino a gente. Não é assim não. Tem que respeitar mais o Nordeste. Estamos aí para provar que nosso grupo é muito forte e podemos ir muito longe na competição", disse o atacante ao SporTV.

Outra equipe do Nordeste que não eliminou um campeão, mas teve classificação heroica foi o ABC. Após um 3 a 1 na Arena Condá contra a Chapecoense, o Alvinegro fez 3 a 0 no Frasqueirão e avançou. Na fase anterior, a equipe de Natal já havia eliminado o Botafogo.

play
1:08

O discurso emocionante de Carlos Rabelo, treinador da Juazeirense, antes de eliminar o Cruzeiro na Copa do Brasil

Via: Juazeirense TV Cancão

Agora, as três equipes esperam o sorteio das oitavas de final para conhecerem seus adversários. Enquanto CRB e Vitória disputaram a Série B, a Juazeirense joga a Série D. Para o trio, além da classificação heroica do ponto de vista esportivo, o lado financeiro também pesa. O avanço valeu R$ 2,7 milhões aos cofres de cada um dos clubes.