<
>

Borré rejeita propostas 'periféricas' e sonha com grande europeu, mas dá esperança ao São Paulo, diz jornalista

Rafael Santos Borré tem menos de três semanas de contrato com o River Plate e ainda não decidiu qual será seu próximo clube. E essa demora para escolher o passo seguinte da carreira dá esperança ao São Paulo.

Segundo dito por um agente do jogador, ao blog do jornalista Jorge Nicola no portal "Yahoo!", a ida para o Morumbi tem 50% de chance de acontecer. Isso porque Borré tem claro os países que não pretende atuar.

Já foram recusadas propostas de equipes do México, da Rússia e também de New York City (Estados Unidos), Besiktas (Turquia) e Hamburgo (Alemanha). Ele também descartou qualquer chance de jogar na China.

A prioridade é encontrar um clube grande de três ligas da Europa: Alemanha, Espanha ou Inglaterra. Se não aparecer a oferta desejada, de acordo com o agente, a chance do São Paulo aumenta bastante.

O Tricolor reconhece que não tem condições de pagar tudo que Borré e seu estafe querem de salário e luvas, mas confia na presença de Hernán Crespo, a quem o atacante admira muito.

O São Paulo também ofereceria algo ao artilheiro, que é a proximidade da seleção colombiana. Borré não pretende diminuir sua chance de atuar pelo país, o que descarta uma aventura em algum clube menor da Europa.

Já é certo que Borré não ficará no River Plate, com quem tem contrato até 30 de junho. Até lá, é provável que a novela não termine. O atacante já esteve perto do Palmeiras e do Grêmio, mas os dois clubes recuaram após a dificuldade de entrar em um acerto financeiro.