<
>

Flamengo diverge de CBF por caso Gabigol e aumenta lista de atritos com entidade por seleção; veja outros

play
'Não sou hipócrita ou alienado, mas a prioridade é meu trabalho', comenta Tite (0:19)

Treinador concedeu entrevista coletiva após vitória sobre o Paraguai nas Eliminatórias (0:19)

As divergências entre os departamentos médicos do Flamengo e da Confederação Brasileira de Futebol ganharam mais um episódio. Após exames da CBF apontarem um edema na coxa direita de Gabigol, o Rubro-Negro se posicionou contrário ao laudo.

Segundo o clube da Gávea, o resultado do exame feito pela CBF 'é inconclusivo'.

“Sob responsabilidade da CBF, Gabriel Barbosa realizou exame, que constatou um edema muscular na coxa direita. O Flamengo entende que o resultado é inconclusivo”, comunicou o clube.

Em comunicado à imprensa, a CBF afirmou que o jogador 'queixou-se de dores musculares na perna direita depois da vitória por 2 a 0 contra o Paraguai', que foi 'submetido a uma ultrassonografia que apontou um pequeno edema'. Mesmo assim, Gabriel integrou a lista de convocados pelo técnico Tite para a Copa América.

O caso aumenta a lista recente de rusgas entre Flamengo e CBF, que passou também por outras lesões recentes. Em novembro de 2020, Pedro se lesionou durante treino com a seleção brasileira antes de partida pelas eliminatórias.

Em entrevista no Ninho do Urubu, o chefe do departamento médico do Flamengo, Márcio Tannure, rebateu a alegação da CBF. Segundo médico Rodrigo Lasmar, Pedro havia sofrido uma 'lesão pequena'

“Essa questão da comunicação é importante. Eles notificaram que (o Pedro) teve uma lesão leve. Ele teve lesão grau 2, não é leve. Músculo adutor. Não teve lesão leve”, disse.

play
0:55

Facincani diz que Gabigol merece mais testes na seleção e elogia Pedro: 'Muito especial e subvalorizado no Brasil'

Comentarista comparou momentos dos centroavantes do Flamengo

Outro caso que também alimentou a disputa também aconteceu em 2020. Rodrigo Caio foi convocado para defender a seleção brasileira também nas eliminatórias. Mas acumulou um bom tempo no departamento médico quando retornou ao Flamengo. Ao todo, somando questões como desgaste muscular, edema ósseo no joelho direito e lesão na panturrilha direita, o zagueiro ficou fora de 13 partidas do Rubro-Negro.

Gabigol e Everton Ribeiro são aguardados pela CBF na sexta-feira na Granja Comary, onde o grupo convocado pelo técnico Tite inicia a preparação para a disputa da Copa América.

Novamente país-sede, o Brasil estreia na Copa América no próximo dia 13 de junho, no Estádio Mané Garrincha, contra a Venezuela, na abertura do grupo B.

A seleção ainda enfrenta na primeira fase o Peru (17/06, no Nilton Santos), a Colômbia (23/06, no Nilton Santos) e o Equador (27/06, no Estádio Olímpico, em Goiânia).