<
>

Neymar, Vinicius Jr. e mais: como fica o ranking das maiores vendas do Brasil após saída de Gerson

play
Neymar no Barça, Vini Jr. no Real e agora Gerson na lista: veja as maiores vendas do futebol brasileiro (2:13)

ESPN.com.br listou as maiores vendas que o futebol brasileiro fez na sua história; dados do Transfermarkt e valores em milhões de euros (2:13)

Gerson deixará o Flamengo nos próximos dias para reforçar o Olympique de Marselha, da França, e automaticamente entrar em outro grupo: e de maiores vendas da história do futebol brasileiro, de acordo com valores do site Transfermarkt.

Negociado por 25 milhões de euros (R$ 154 milhões), quantia ainda não confirmada pelos clubes, mas divulgada pela imprensa, o agora ex-camisa 8 da Gávea não chega a entrar no top 10 dos negócios mais caros feitos no mercado nacional, mas ganha uma posição de respeito.

Ele deixa o Brasil por mais dinheiro que, por exemplo, os atacantes Robinho e Alexandre Pato. Os dois atacantes foram para a Europa mais jovens, como estrelas de Santos e Internacional, e custaram 24 milhões de euros a Real Madrid, em 2005, e Milan, em 2007.

O mais caro é, disparado, Neymar, cuja transferência do Santos para o Barcelona, em 2013, chegou a 88,2 milhões de euros. O valor pago pelo time espanhol até hoje gera polêmica.

Inicialmente foram declarados 57 milhões de euros, que subiram anos depois para 86 milhões. Em 2018, o jornal El Mundo publicou que o "pacote Neymar" custou 200 milhões de euros ao Barça, entre prêmios pagos ao jogador e seu estafe.

Completam o pódio dos mais caros os dois jovens recrutados pelo Real Madrid por 45 milhões de euros cada: Vinicius Jr., revelado pelo Flamengo, e Rodrygo, promessa da base do Santos.

Vini Jr, claro, é a maior negociação que o Flamengo já fez para o exterior. Demais aparecem Lucas Paquetá (38,4 milhões de euros para o Milan), Reinier (30 milhões de euros para o Real Madrid) e Gerson.

Veja as maiores vendas do Brasil (em milhões de euros, segundo o Transfermarkt):

Neymar (do Santos para o Barcelona) - 88,2

Vinicius Jr. (do Flamengo para o Real Madrid) - 45

Rodrygo (do Santos para o Real Madrid) - 45

Lucas Moura (do São Paulo para o PSG) - 40

Lucas Paquetá (do Flamengo para o Milan) - 38,4

Gabriel Jesus (do Palmeiras para o Manchester City) - 32

Oscar (do Internacional para o Chelsea) - 32

Denilson (do São Paulo para o Betis) - 31,5

Arthur (do Grêmio para o Barcelona) - 31

Reinier (do Flamengo para o Real Madrid) - 30

Gabigol (do Santos para a Inter de Milão) - 29,5

Bernard (do Atlético-MG para o Shakhtar Donetsk) - 25

Gerson (do Flamengo para o Olympique de Marselha) - 25

Robinho (do Santos para o Real Madrid) - 24

Alexandre Pato (do Internacional para o Milan) - 24

David Neres (do São Paulo para o Ajax) - 22

Geovanni (do Cruzeiro para o Barcelona) - 21

Everton Cebolinha (do Grêmio para o Benfica) - 20