<
>

Real Madrid: Khedira lembra primeira conversa com Mourinho e exalta: 'Ele mudou minha vida'

play
Mourinho na Roma: Gian Oddi analisa o que esperar do português em retorno à Itália (3:15)

Técnico acertou com a Roma e será o técnico em 2021-22; time italiano tem o jogo de volta da semifinal da Europa League nesta quinta-feira (3:15)

Em entrevista ao jornal Marca, o recém-aposentado Sami Khedira lembrou o dia em que recebeu a ligação do técnico José Mourinho para avisar que o Real Madrid queria contratá-lo.

Segundo o alemão, o Special One se interessou por seu futebol durante a disputa da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, e em seguida pediu à diretoria merengue para que assinasse com o meio-campista.

Segundo Khedira, a ligação de Mou "mudou sua vida" e foi "a melhor coisa" que já lhe aconteceu.

"Lembro-me perfeitamente de tudo. A Espanha tinha acabado de nos eliminar da Copa do Mundo na África do Sul e eu estava desiludido. Ficamos todos muito tristes, porque aquela geração merecia uma final. Fiquei emocionado, não saiu da minha cabeça... Só que, de repente, recebi um telefonema. 'Sami, o Real Madrid está interessado em você e José Mourinho vai te ligar'", recordou.

"Pensei que era trote. Eu não estava com cabeça para aquilo. Ele insistiu: 'O Mourinho vai te ligar e você vai para o Real Madrid'. Fiquei muito nervoso, e a minha preocupação era o inglês, porque naquela época eu não era fluente. E com nervosismo da situação, era ainda ainda pior (risos)...", brincou.

"O Mourinho me ligou e perguntei se poderíamos conversar por mensagem! Ele riu e disse que sim. Disse-me que me queria no Real Madrid. E essa conversa mudou a minha carreira. Mourinho é a melhor coisa que já me aconteceu", emocionou-se.

Khedira atuou pelo clube do Santiago Bernabéu entre 2010 e 2015, e também trabalhou com o italiano Carlo Ancelotti, anunciado semana passada como novo técnico dos merengues.

O alemão também teceu elogios a "Carletto" e mostrou saudades de trabalhar com o experiente comandante.

"Ele era completamente diferente de Mourinho. Com ele, continuei a evoluir, mas jogando de outra forma. Ele potenciava a minha confiança, queria que eu jogasse mais perto da área e, assim, eu marcava mais gols", recordou.

"Ancelotti tratava a equipe como se fosse uma família e cuidava de todos", finalizou.