<
>

Libertadores: 'Poderoso' Flamengo, 'duro' São Paulo e Atlético-MG 'não mete medo': como argentinos viram sorteio das oitavas-de-final

play
Gustavo Zupak diz qual ponto do Defensa y Justicia favorece muito o estilo de jogo do Flamengo (0:55)

'Vai ser um confronto muito interessante', disse Gustavo Zupak (0:55)

Nesta terça-feira, em sorteio no Paraguai, foram definidos os confrontos das oitavas-de-final da Conmebol Libertadores.

De cara, chamam a atenção os confrontos duros entre times de Brasil e Argentina, como Flamengo x Defensa y Justicia, São Paulo x Racing e Atlético-MG x Boca Juniors.

E, como é de praxe, o famoso jornal argentino Olé fez sua análise "picante" dos duelos, destacando o poder de Fla e Tricolor, mas fazendo pouco caso do Galo.

Veja o que foi dito sobre cada jogo:

Flamengo x Defensa y Justicia: "O favorito é o poderoso clube brasileiro. Mas nunca se pode descartar o Defensa, que já fez façanhas no Brasil e não se apequena contra ninguém".

São Paulo x Racing: "Um confronto duro para La Academia. Terá que enfrentar o time dirigido por Hernán Crespo, justamente contra quem conseguiu vencer recentemente, no Morumbi. Será um duelo parelho contra a equipe de Dani Alves"

Atlético-MG x Boca Juniors: "Os números do Galo na fase de grupos causam impacto. Goleou por 4 a 0 duas vezes como local. Saldo de +12. Hulk como grande estrela. Cuca como técnico, a mesma raposa que eliminou o Boca com o Santos. Vários jogadores conhecidos como Nacho Fernández, Junior Alonso e Zaracho. Mas o Atlético-MG não mete medo no Boca mais do que o justo e necessário".

play
1:57

Lugano projeta São Paulo x Racing: 'O típico jogo de argentino contra uma equipe brasileira superior'

'Em um mata-mata, você tenta de qualquer jeito limitar o time superior (nesse caso, o São Paulo) para tentar equilibrar a parte técnica', explicou o ex-zagueiro

O diário de Buenos Aires ainda viu o Palmeiras como "claro favorito" contra a Universidad Católica, mesma situação do Fluminense contra o Cerro Porteño.

Por outro lado, o Olé vê um duelo "muito parelho" entre Vélez Sarsfield e Barcelona de Guayaquil, além de um cruzamento "totalmente imprevisível" entre River Plate e Argentinos Juniors.

As oitavas de final serão disputadas entre as semanas dos dias 13 e 22 de julho.

As quartas-de-final foram marcadas entre 10 e 19 de agosto, enquanto a fase semifinal será disputada entre os dias 21 e 29 de setembro.

A grande decisão da Libertadores será disputada no dia 20 de novembro.

O Estádio Centenário, em Montevidéu, será palco da grande final em jogo único.

Vale lembrar que o lugar escolhido para a decisão veio por conta da pandemia da COVID-19.

A Conmebol acredita que o Uruguai será até lá o lugar mais bem preparado e controlado em relação à pandemia no continente.