<
>

Com Renato Gaúcho como preferido, Corinthians tem prazo definido para fechar com novo treinador

A diretoria do Corinthians não quer contratar um técnico às pressas, mas trabalha com prazo.

A intenção dos dirigentes é que o substituto de Vagner Mancini, demitido no domingo após a derrota para o Palmeiras, esteja contratado até o início do Campeonato Brasileiro.

O primeiro compromisso do Timão na competição nacional está agendado para o dia 30 de maio, na Neo Química Arena, contra o Atlético-GO.

Ou seja, o Corinthians tem pouco menos de duas semanas para resolver a questão.

Antes disso, a equipe alvinegra vai entrar em campo duas vezes pela Copa Sul-Americana. Na próxima quinta-feira, enfrentará o Huancayo (PER).

Na quarta-feira da semana que vem, o adversário será o River Plate (PAR). Ambos os jogos acontecerão na Neo Química Arena.

Com a eliminação precoce no torneio continental, confirmada na última quinta, depois da goleada sofrida para o Peñarol, o Corinthians não se importa em ter um técnico interino nos duelos restantes da competição.

Fernando Lázaro, analista de desempenho, já foi responsável por comandar o treino no CT Joaquim Grava, nessa segunda-feira.

Com o auxílio de Mauro da Silva, membro da comissão técnica permanente do clube, Lázaro será o treinador do time nos jogos, se for necessário, até que o Corinthians contrate um novo profissional.

Renato Gaúcho é o nome preferido da cúpula alvinegra, mas esperança limitada para que um acordo seja possível.

A possibilidade só será considerada caso o ex-técnico do Grêmio aceite uma redução salarial brusca em relação ao que recebia no Sul.