<
>

Harry Kane pede novamente para deixar o Tottenham e já está na mira dos gigantes Chelsea, City e United

Artilheiro da Premier League ao lado de Mohamed Salah, do Liverpool, com 22 gols, o atacante Harry Kane tem futuro mais uma vez indefinido no Tottenham. Nesta segunda-feira (17), segundo divulgado pela TV britânica Sky Sports e confirmado pela ESPN, o camisa 10 pediu novamente para deixar os Spurs.

A vontade ficou clara em uma reunião cara a cara com o presidente Daniel Levy. Kane ainda salientou que deseja continuar na Premier League.

Três clubes da Inglaterra têm interesse no jogador de 27 anos: Chelsea, Manchester City e Manchester United, que inclusive já procuraram o seu estafe para demonstrar o interesse na contratação de Kane.

O atleta tem contrato com os Spurs até junho de 2024 e passe avaliado em pelo menos 120 milhões de libras (R$ 891 milhões). A decisão de vendê-lo ou não partirá do presidente do clube, Daniel Levy, que tentará mais uma vez convencê-lo a ficar e cumprir o seu vínculo.

No país, especula-se que o Tottenham ouvirá ofertas a partir de 150 milhões de libras (R$ 1,1 bilhão). Se pudesse escolher, o clube preferiria negociar Kane para um time do exterior, mas os principais interessados parecem mesmo ser da Inglaterra.

O fato de o Tottenham ter chances remotas de se classificar para a próxima Champions League, já que é apenas o 7º colocado na tabela da Premier League, é o que motiva o atacante a querer deixar o clube. Uma das pretensões da sua carreira é conquistar títulos importantes a nível nacional e continental, algo que ele ainda não tem pelos Spurs.

Em relação à sua possível saída, Kane quer deixar tudo definido antes mesmo de servir a seleção da Inglaterra na Eurocopa, que começa no dia 11 de junho. O atacante ganha cerca de 200 mil libras por semana, cerca de R$ 1,4 milhão.

Esta não é a primeira vez que o atleta pede para deixar o Tottenham. No fim da última temporada, ele também revelou o desejo de ir embora, mas Levy o segurou, afirmando que as coisas melhorariam com o técnico José Mourinho no comando.

No fim da contas, o clube londrino terminará mais uma temporada sem títulos conquistados e também sem Mourinho, que foi demitido. Kane, por sua vez, segue tendo bons números e, na atual campanha, já marcou 32 gols em 47 jogos.