<
>

Reforço da Juventus de R$ 360 milhões revela que é motivo de piadas dentro do elenco e se defende de 'críticas' recebidas

Um dos reforços mais caros da história recente da Juventus, o zagueiro Matthijs De Ligt tem sofrido com o 'bullying' dentro do elenco do time italiano por conta da sua maneira de vestir.

Em entrevista ao diário De Volkskrant, da Holanda, o defensor contou que se veste com roupas mais simples pelo simples fato de não se importar com vestimentas mais caras como o restante dos atletas, principalmente os italianos, que, costumeiramente, são mais elegantes.

"Não gosto de roupas caras de um costureiro. Sou o Matthijs, sou eu mesmo e não vão me ver ir ao treinamento com um traje sob medida, é simples assim. Minha profissão é ser jogador de futebol. Quero ser uma estrela em campo. Às vezes, as pessoas do clube riem de mim pela minha forma de vestir, mas não me importo".

"Sempre que case com o meu comportamento e que eu esteja bem vestido, estou satisfeito. O mais importante é render bem em campo, então te respeitam muito mais do que se eu usasse determinada roupa", contou o zagueiro, que disse ainda que, na Itália, os atletas de futebol se comportam como se fossem superiores em relação a outras esferas da sociedade.

"Jogue bem ou mal, você segue sendo um herói para os torcedores. Na Holanda, eu era um menino normal que jogava futebol. Na Itália, como jogador, você está acima da sociedade. Eu gosto desta apreciação, mas também é agradável caminhar um pouco mais tranquilo pelas ruas da Holanda", finalizou o zagueiro.