<
>

O trunfo de Ceni no Flamengo para acabar com dor de cabeça e parar dupla Fred-Kayky

Fluminense e Flamengo iniciam neste sábado (15), às 21h05, a primeira partida da final do Campeonato Carioca. E as equipes chegam credenciadas de boas campanhas também na Conmebol Libertadores, mas com algumas preocupações para o clássico.

Pelo lado rubro-negro, Rogério Ceni vem trabalhando há semanas em busca de uma evolução da zaga. E o trunfo do treinador é Rodrigo Caio. O camisa 3 foi relacionado para a partida e é considerado peça fundamental para deixar a defesa mais sólida e assim evitar sucesso da dobradinha Fred-Kayky. Outro que retorna para ajudar na proteção é Gerson, que desfalcou o time nos últimos jogos por conta de uma lesão muscular.

Com a zaga mais ajustada, a esperança fica no ataque. O quarteto Everton Ribeiro, Arrascaeta, Bruno Henrique e Gabigol está confirmado. Com exceção de Bruno Henrique, todos foram convocados para as respectivas seleções e chegam com moral lá em cima para o clássico.

Pelo lado tricolor, a principal dor de cabeça é, de fato, com o adversário. Ciente da força do rival, o Fluminense trabalhou no único dia pós-compromisso pela Libertadores a missão de como parar o poderoso ataque rubro-negro.

Em campo, Roger Machado vai com o tradicional setor defensivo do Fluminense. Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio, além dos volantes Martinelli e Yago na proteção. E o comandante sabe que com uma defesa sólida, o contra-ataque será fundamental para aproveitar a fragilidade defensiva do Flamengo, que sofreu 16 gols nos últimos 10 jogos. A visão de jogo de Nenê e a velocidade de Kayky são os trunfos para fazer a diferença, além, é claro, do faro de gol de Fred.

Provável Fluminense: Marcos Felipe; Calegari, Nino, Luccas Claro e Egídio; Martinelli, Yago e Nenê. Kayky, Fred e Luiz Henrique (Gabriel Teixeira).

Provável Flamengo: Gabriel Batista; Isla, Arão, Rodrigo Caio e Filipe Luís; Diego, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol.