<
>

Conselheiro do Sport faz ataque homofóbico a Gil do Vigor, ex-BBB, que responde: 'Machuca muito'

Conselheiro do Sport, Flávio Koury revoltou torcedores nesta sexta-feira ao ter um áudio vazado em que profere comentários homofóbicos a Gilberto Nogueira, apelidado de Gil do Vigor, participante da edição 21 do reality show Big Brother Brasil, da TV Globo.

Gilberto nunca escondeu sua paixão pelo Leão e foi homenageado pelo clube, indo a primeira vez na Ilha do Retiro. Em vídeo exibido pela TV Globo, o ex-BBB agradeceu o apoio e dançou no gramado.

"Se ele tivesse feito essa dancinha na casa dele ou no bordel, ou onde ele quisesse, eu não estava nem aí. Mas foi dentro da Ilha do Retiro, né rapaz. Isso é uma desmoralização. Isso é ausência de vergonha na cara. É isso que a gente está vivendo. Esses tempos novos, é isso. Não tem mais respeito. Filho não respeita pai, pai não respeita filho, não respeita irmão. Não tem amigo. É a depravação", diz Koury em um dos áudios, publicados com exclusividade no Blog do Jamildo, do portal UOL.

"O que eu disse é que eu não gosto é de putaria e não gosto mesmo não. Vocês tratem de não querer botar palavra na minha boca. Não admito isso", completou.

Gilberto usou suas redes sociais para lamentar o ocorrido e disse que irá tomar medidas.

"Primeiro ataque homofóbico que me deparo após o BBB e posso garantir, ainda machuca MUITO! Mas sigo firme e providências serão tomadas. Tirando o dia off para não perder minha alegria por tudo que venho vivendo...... É muita dor!".

Responsável por vazar os áudios, o deputado e também conselheiro Romero Albuquerque protocolou um pedido para que Koury seja expulso do quadro do clube pernambucano.

Presidente do Sport, Milton Bivar repudiou o ato nas redes sociais, assim como o clube que apoiou o ex-BBB no seu perfil.

"O Sport Club do Recife é de todos. Gil do Vigor é e será sempre um legítimo representante das cores do Sport. Um clube plural, do povo. A maior torcida do Norte/Nordeste. Não segregamos quem ama o Sport. O amor que une nossa torcida ao clube é incondicional. Obrigado Gil, por levar o nome do Sport pra todo o mundo. Pelo Sport Tudo!", disse Bivar.

"O Sport Club do Recife é de todos. A falta de empatia e o preconceito estão levando nosso país ao caos. Estamos lascados! Gil do Vigor é e será sempre um legítimo representante das cores do Sport. Um clube plural, do povo. A maior torcida do Norte/Nordeste. Não segregamos quem ama o Sport. Amamos quem ama o Sport. O amor que une nossa torcida ao clube é incondicional. Obrigado Gil, por levar o nome do Sport pra todo o mundo. Pelo Sport Tudo!", postou o clube.

Segundo o site globoesporte.com, Koury se manifestou sobre o ocorrido e disse que, em sua opinião, não cometeu crime de homofobia.

"Não tem nada disso de homofobia. A conversa não era essa, eu só fui contra a história da dança. Na conversa eu coloco: não tenho nada contra homossexual. Não tem nada a ver uma coisa com a outra. Eu não tenho nada contra homossexual, só não gostei da atitude. Acho que isso não representa o Sport. Ele tirou do contexto e botou nas mídias, uma coisa absurda. Usei expressões fortes, mas porque era entre a gente a conversa, não era para vazar isso. Começaram a dizer coisa, eu respondi, ele pinçou a minha resposta".