<
>

Gabigol chama Flamengo de 'melhor da América', festeja recorde e diz: 'Que a torcida curta nossa geração'

play
Gabigol alcança Zico em gols pelo Flamengo na Libertadores e dedica atuação ao Galinho: 'Vou mandar esse troféu pra ele' (0:31)

Atacante marcou duas vezes contra a LDU e igualou Zico na história da Libertadores | Twitter: @Flamengo (0:31)

Gabigol colocou seu nome na história do Flamengo mais uma vez nesta terça-feira (4). Com os dois gols marcados contra a LDU, na Conmebol Libertadores, o atacante se igualou a Zico, maior ídolo do clube, como maior artilheiro do clube na competição.

“Especial para mim, histórico, mas divido isso com minha família, com todo staff, jogadores, torcida. Sem eles, eu não conseguiria chegar nesse número. Creio eu que meus companheiros têm a maior porcentagem nisso, mas estou muito feliz em marcar os gols, de bater esse recorde com vitória. Para mim é um dia especial e histórico. Hoje igualei o Zico, mas quero passar ele e aumentar a vantagem”, disse o camisa 9 após o duelo.

O atacante ainda aproveitou para celebrar a vitória do Flamengo na partida, destacando o feito de se conseguir vencer dentro do Equador e mandou um recado para outros adversários, além de colocar o Rubro-Negro como melhor time do continente.

“Feliz pela vitória, o Fla não vencia aqui havia anos, começou com intensidade forte, depois a altitude acabou prejudicando a gente, mas a gente conseguiu segurar, criar chances de gols. A gente tem mais jogos pela frente, e a gente sempre que entra em campo quer vencer. Claro que é muito complicado. Agora, vamos no Chile, mas creio eu que o problema é mais deles de enfrentar o Flamengo”, apontou.

play
0:31

Gabigol alcança Zico em gols pelo Flamengo na Libertadores e dedica atuação ao Galinho: 'Vou mandar esse troféu pra ele'

Atacante marcou duas vezes contra a LDU e igualou Zico na história da Libertadores | Twitter: @Flamengo

“Às vezes, a gente diminui as coisas que acontecem durante o ano. Esse time é espetacular, é o melhor time da América, mas a gente tem que merecer cada vitória. Vencer três partidas consecutivas, vencer na Argentina, agora mais esse recorde de nunca ter vencido aqui é espetacular. A gente está muito feliz, o staff está contente e espero que a torcida curta essa geração, porque somos muito fominhas e vamos querer sempre mais”, completou.

Por fim, Gabigol aproveitou para exaltar o trabalho de Rogério Ceni jogando para frente. O atacante destacou que o fato de o time sofrer gols é normal pelo estilo de jogo e que o mesmo deixa o Flamengo mais perto da vitória que os adversários.

“Tudo começa do nosso treinador, ter a coragem de colocar um meio de tanta qualidade. Os gols hoje foram construídos desde lá de trás. A gente joga para frente, nosso treinador gosta disso. Claro que a gente sofre gols, mas creio eu que, com esse time que a gente joga, a gente está muito mais perto da vitória do que o adversário”, finalizou.