<
>

PSG na Champions: Revista que organiza a 'Bola de Ouro' dá nota 2 para Neymar em queda para o City

play
Facincani vê Neymar praticamente sem chances de ser melhor do mundo na temporada e aponta grande favorito (1:13)

Comentarista falou sobre o brasileiro após eliminação para o City e opinou qual o grande favorito a melhor do mundo (1:13)

A revista France Football ficou completamente inconformada com a atuação de Neymar na derrota por 2 a 0 do PSG para o Manchester City, que eliminou a equipe parisiense na semifinal da Champions League nesta terça-feira.

Organizadora do prêmio "Bola de Ouro", considerado o mais importante do mundo do futebol ao lado do "Fifa The Best", a publicação francesa deu ao brasileiro uma nota 2 pela partida feita no Etihad Stadium.

Na sua avaliação, Neymar mostrou nesta terça o "pior de seu egocentrismo" em campo, "irritando os companheiros" ao ser fominha e "aniquilando" boas jogadas.

"Será que era mesmo necessário ele dar seis toques na bola a cada vez que ele tinha a posse?", questionou.

"Neymar revelou seu lado negro durante o jogo contra o Manchester City. Apesar de claramente não ser possível, o brasileiro queria resolver tudo sozinho", seguiu.

"Sem Kylian Mbappé, ele decidiu em sua cabeça que conseguiria mudar o destino da partida sozinho. Com o mundo todo de olho nele, Neymar irritou seus companheiros ao se recusar a tocar a bola em várias ocasiões", criticou.

play
0:56

Pouco futebol, discussão e mais uma eliminação: a atuação de Neymar contra o Manchester City

Brasileiro não conseguiu ter um bom desempenho na derrota do PSG para os ingleses por 2 a 0 na semifinal da Champions

"O brasileiro aniquilou um número gigante de boas jogadas. O final do jogo ainda mostrou o pior de seu egocentrismo, quando ele tentou machucar fisicamente os adversários do City", detonou.

"Era para ele ter sido o líder técnico do PSG contra o City. Mas Neymar se deixou levar pelas emoções novamente e foi catastrófico", finalizou.

Ao passar em branco contra os Citizens, aliás, o camisa 10 ampliou seu jejum de gols em mata-matas de Liga dos Campeões.

Agora, são 692 minutos sem gol do brasileiro em duelos decisivos do torneio da Uefa.

Veja as outras notas dadas pela France Football:

Navas 4
Florenzi 2
Marquinhos 5
Kimpembe 4
Diallo 2
Paredes 3
Herrera 5
Di María 4
Verratti 5
Icardi 2