<
>

Libertadores: sem segurança, River decide não viajar, jogo contra o Santa Fe é adiado e pode mudar de país

A partida entre Santa Fe e River Plate, que seria disputada nesta quarta (5), pela Conmebol Libertadores, foi adiada pela Conmebol. A decisão se deu por conta dos conflitos sociais e protestos na Colômbia por conta da reforma tributária imposta pelo governo.

Os Millonarios nem chegaram a embarcar para a Colômbia. O plantel, sem condições de segurança garantidas, não saiu do centro de treinamento. A informação foi divulgada pelo repórter Gustavo Yarroch, da ESPN Argentina.

“O plantel do River decidiu não viajar rumo a Armênia, até que na Colômbia garantissem segurança para a partida de amanhã. Os dois ônibus do elenco estão dentro do River Camp, e não saem. Deveriam ter saído às 14h rumo ao aeroporto de Ezeiza”.

No entanto, há outros jogos da Libertadores e da Copa Sul-Americana na Colômbia que não foram adiados. O Fluminense encara o Junior Barranquilla, na quinta, enquanto o Argentinos Jrs enfrenta o Atlético Nacional. Já o Lanús terá o La Equidad pelo segundo torneio mais importante da América do Sul.

Ainda não foi definido pela Conmebol onde nem quando a partidas entre Santa Fe e River será realizada. Mas, há a possibilidade que rume a Assunção, no Paraguai.

A capital paraguaia possuiu quatro estádios e poderia sediar tanto a partida entre Santa Fe e River, quanto as que possam ser adiadas. Os locais seriam: Defensores del Chaco, Nueva Olla, Nicolás Leoz e Manuel Ferreira.