<
>

Xavi não deve renovar com Al-Sadd, do Catar, diz TV

O Al-Sadd não deve renovar contrato com o técnico Xavi Hernández, ex-jogador do Barcelona e da seleção espanhola, segundo noticiou a emissora ''Al Kass'', do Catar, nesta segunda-feira (3).

O motivo para não estender o vínculo com o técnico espanhol seria a eliminação do time na fase de grupos da Champions League asiática.

Com isso, o treinador ficará sem clube e livre para negociações a partir do dia 15 de maio. Vale lembrar que o ídolo do Barça já foi especulado diversas vezes no clube.

Recentemente Xavi foi apontado pelo portal Deportes Cuatro como possível substituto Ronald Koeman, atual treinador da equipe catalã, caso não fature o título de LaLiga.

Em 2019, Xavi se aposentou no próprio Al-Sadd e logo depois assumiu o cargo de treinador da equipe. Na temporada passada, ele conquistou o campeonato nacional (Qatar Super League) e em fevereiro desse ano faturou a Copa do Catar.

Formado nas categorias de base do Barcelona, Xavi atuou por 21 anos no clube e fez 767 partidas entre 1998 e 2015. Ele é segundo jogador com o maior de número de partidas disputadas com a camisa blaugrana, atrás apenas de Messi. O ex-meia ainda conquistou 25 títulos, dentre eles, oito canecos do Campeonato Espanhol, três Copas do Rei, quatro Champions League e dois Mundiais de Clubes.