<
>

Palmeiras só atrás do Cruzeiro e 'rotina' para o Corinthians: clubes brasileiros somaram rombo de mais de R$ 1 bilhão em 2020

O ano de 2020, marcado pela pandemia de COVID-19, foi de perdas de mais de R$ 1 bilhão no futebol brasileiro. O número é o resultado financeiro acumulado das 20 maiores equipes do país, como mostra estudo da consultoria "Sportsvalue".

É a primeira vez na história que a marca ultrapassa R$ 1 bilhão. Uma alta de 39% na comparação com 2019, quando os déficits somaram R$ 721 milhões - em 2018, R$ 35 milhões negativos.

Considerando as últimas três temporadas, os déficits somados são de R$ 1,7 bilhão. Nos últimos 18 anos, R$ 3,5 bilhões. Em 2020, somente seis clubes (Athletico-PR, Grêmio, Atlético-MG, Red Bull Bragantino, Atlético-GO e Ceará) entre os avaliados fecharam no azul. Todos os outros 16 tiveram déficit, com o maior deles sendo o do Cruzeiro: R$ 226,5 milhões.

O Palmeiras, embora campeão paulista e da Conmebol Libertadores, veio logo em seguida, com R$ 151 milhões de déficit. Botafogo, São Paulo, Corinthians, Santos e Flamengo, nessa ordem, também superaram R$ 100 milhões no vermelho.

Considerando os últimos seis anos, o Cruzeiro acumula R$ 766,4 milhões em prejuízo. O Corinthians vive realidade parecida, com R$ 473,9 milhões acumulados no vermelho no período. No São Paulo, essa cifra é de R$ 335 milhões negativos.

A grande exceção da última temporada foi o Athletico-PR, que conseguiu superávit de R$ 134,4 milhões, 64% dos R$ 208 milhões da soma do resultado dos clubes que fecharam o ano no azul.

Em seguida, o Grêmio teve superávit de R$ 37,5 milhões, e o Atlético-MG, R$ 19,2 milhões.

Veja abaixo o resultado financeiro de 2020 do top 20 do futebol brasileiro:

1 - Athletico-PR: R$ 134,4 milhões
2 - Grêmio: R$ 37,5 milhões
3 - Atlético-MG: R$ 19,2 milhões
4 - Red Bull Bragantino: R$ 13,4 milhões
5 - Atlético-GO: R$ 2,7 milhões
6 - Ceará: R$ 400 mil
7 - Fluminense: - R$ 2,9 milhões
8 - Goiás: - R$ 3,1 milhões
9 - Fortaleza: - R$ 9,8 milhões
10 - Coritiba: - R$ 22,2 milhões
11 - Bahia: - R$ 50,6 milhões
12 - Vasco: - R$ 64,4 milhões
13 - Internacional: - R$ 91,9 milhões
14 - Flamengo: - R$ 106,9 milhões
15 - Santos: - R$ 119,8 milhões
16 - Corinthians: - R$ 123 milhões
17 - São Paulo: - R$ 129,6 milhões
18 - Botafogo: - R$ 139 milhões
19 - Palmeiras: - R$ 151 milhões
20 - Cruzeiro: - R$ 226,5 milhões