<
>

EXCLUSIVO: Palmeiras revela nº de sócios adimplentes do Avanti e explica como quer voltar a crescer

play
Veja, ano após ano, o número de sócios-torcedores adimplentes do Palmeiras no Avanti (1:01)

Números foram divulgados com exclusividade ao ESPN.com.br nesta quinta-feira (1:01)

O Palmeiras fechou 2020 com uma base anual média de 37,7 mil sócios-torcedores adimplentes no programa Avanti, segundo revelou nesta quinta-feira o clube paulista com exclusividade ao ESPN.com.br.

De acordo com o Verdão, o Avanti, que foi formalmente iniciado em 2012, atingiu uma base média de 21,3 mil sócios adimplentes em 2013.

O pico veio em 2015, com média de 81,9 mil, alavancado principalmente pela inauguração do Allianz Parque (na reta final de 2014) e as boas campanhas (vice do Paulista e campeão da Copa do Brasil).

Depois, o montante se manteve com mais de 70 mil por três anos seguidos (veja os números completos na tabela abaixo).

A partir do 2º semestre de 2019, porém, a quantidade de adimplentes começou a cair, fechando o ano com 63,9 mil – foi a 1ª vez que o número deixou o patamar dos 70 mil desde 2015.

E, no ano passado, com a pandemia de COVID-19 fechando os estádios para o público, a redução foi ainda mais drástica, chegando a 37,7 mil.

Isso afetou diretamente o faturamento total do Palmeiras, que, assim como os outros clubes, também não contou com a bilheteria na maior parte da temporada. Dessa forma, a receita operacional bruta de 2020 fechou em R$ 558 milhões, contra R$ 642 milhões de 2019.

Atualmente, o Avanti conta com cerca de 35 mil sócios-torcedores adimplentes, disse o time alviverde à reportagem.

Para o Verdão, os motivos para a redução no número de adimplentes são explicados por alguns fatores básicos, como o rendimento esportivo na 2ª metade de 2019 e a crise econômica causada no mundo pelo coronavírus.

Nos bastidores, o clube se movimenta para buscar novo crescimento, tentando voltar nos próximos anos ao mesmo patamar de 2016 a 2018. Para isso, traça planejamento e investimento em algumas novidades.

Uma das principais é que o site oficial do Palmeiras passará a ter um contador de sócios em tempo real, que informará aos torcedores quantos adimplentes estão associados ao Avanti. A novidade foi ao ar nesta quinta-feira.

Confira mais detalhes abaixo:

OS MOTIVOS DA QUEDA

Segundo estudo conduzido pelo Verdão, são três fatores principais que mantém os sócios-torcedores adimplentes, na seguinte ordem de importância:

1. Prioridade e desconto na compra de ingressos (já que 50% frequentam estádio)
2. Performance do time (quando a equipe não está bem, cai o nível de engajamento)
3. Benefícios (descontos em produtos de parceiros) e experiências exclusivas

O Alviverde considera que, como os fatores 1 e 2 foram bastante afetados entre 2019 e 2020, isso explica a queda da base de adimplentes do Avanti de 71,8 mil para 37,7 mil em dois anos.

“A gente sabe que o sócio-torcedor tem uma dependência muito grande do estádio e do desempenho esportivo. Quando o desempenho é bom, você tem um torcedor satisfeito e engajado. Quando o desempenho não acompanha a expectativa do torcedor, você naturalmente tem uma insatisfação”, explica Roberto Trinas, diretor executivo de marketing do Palmeiras, ao ESPN.com.br.

“Foi isso que aconteceu no 2º semestre de 2019. Com a frustração pelo clube não ter avançado na Copa do Brasil e na Libertadores, e por ter caído de desempenho no Campeonato Brasileiro, tivemos essa queda no Avanti. E, em 2020, veio o efeito pandemia, no qual todos os clubes, maiores ou menores, foram fortemente impactados. Não foi diferente com o Palmeiras”, argumentou.

De acordo com o Palmeiras, desde o início do Avanti, passaram pelo programa 263 mil torcedores (cadastros únicos mesmo CPF), o que dá uma ideia da rotatividade da base.

Anualmente, o Alviverde tem que repor ao redor de 50% dos cadastros. E, desses 50%, cerca de 40% são reativações (torcedores que já foram sócios).

COMO CRESCER NOVAMENTE

O Palmeiras não define metas exatas do número de sócios-adimplentes que quer voltar a alcançar nos próximos anos, já que a situação econômica do país ainda é muito incerta e não há previsão de retorno de público aos jogos.

No entanto, o desejo é retornar à base vista entre 2016 e 2018 (mais de 70 mil), o que contribuiria para reforçar a saúde financeira da agremiação.

Para isso, o marketing palmeirense aposta em duas estratégias principais: seguir melhorando o atendimento ao associado que vai ao estádio (recentemente, o programa inaugurou nova sede e mudou o parceiro de fornecimento de ingressos) e fornecer produtos digitais que interessem aos sócios-torcedores.

Uma dessas novidades é a TV Palmeiras Plus, inaugurada no início de abril. O canal online exibe entrevistas exclusivas, documentários e homenagens a ídolos, além de fazer cobertura de treinos das equipes masculina, feminina e de base via smartphone, tablet ou computador.

Além disso, a expectativa é que haja adoção em massa ao “Plano Verde”, que custa R$ 9,99 por mês e oferece vantagens como um cashback de R$ 80 para uso em produtos do clube através de e-commerce, além da rede de descontos do Avanti em locais como supermercados e farmácias.

“O que nos norteia é sempre melhorar e aprimorar nosso programa. O Avanti possui diferentes planos para atender diferentes perfis de uso e frequência ao estádio, desde o Bronze ao Diamante, com descontos que chegam a 100%”, ressaltou Trinas.

“Nós lançamos o 'Plano Verde', justamente para atender ao torcedor que não costuma ir ao estádio, como por exemplo aquele que mora em outro Estado. É preciso entender que a arena é bastante representativa, mas é finita. Por isso, a gente precisa ir muito além do estádio”, seguiu.

“A gente precisa conversar com o torcedor. O Palmeiras é um clube de massa, nacional. Você precisa levar benefícios aos torcedores de todos os Estados e de fora do Brasil, e esse caminho é o digital. Então, cada vez mais o clube se estrutura para atender o torcedor através de seu programa de vantagens, benefícios e descontos na Palmeiras Store, por exemplo, com frete grátis. A ideia é que a loja se torne um shopping do torcedor palmeirense”, relatou.

“E temos a TV Palmeiras Plus, lançada recentemente, para que o torcedor participe e tenha uma interação grande com lives. Ela será um espaço fechado para o sócio-torcedor, levando conteúdo audiovisual exclusivo dos bastidores do clube, que é algo que só o Avanti terá”, complementou.

CONTADOR DE SÓCIOS EM TEMPO REAL

Além disso, o Verdão passará a ter um contador de sócios-torcedores adimplentes na homepage de seu site oficial.

Ele mostrará, em tempo real, o tamanho da base de associados do clube.

A ideia é similar ao antigo “Torcedômetro”, feito pela Ambev no site “Movimento por um futebol melhor”.

No entanto, diferentemente do antigo ranking, que não possuía critérios claros para as equipes reportarem suas bases de sócios, o Verdão contará apenas sócios com mensalidade em dia.

“O número que mostraremos é a base adimplente. São os sócios que pagam regularmente suas mensalidades ou anuidades. A gente sabe que o ‘Movimento por um futebol melhor’ foi uma iniciativa muito bem sucedida, mas um dos problemas foi a falta de critério na base de informação”, assegurou Trinas.

O contador entrou no site oficial do Palmeiras nesta quinta-feira.

PARA ONDE VAI O DINHEIRO DO AVANTI?

Trinas salienta que o dinheiro obtido pelo Palmeiras através do Avanti é usado integralmente na montagem e fortalecimento do elenco.

O diretor de marketing explica que a fase atual do Palmeiras, que vem da conquista da Tríplice Coroa com três títulos em 2020, é "prova mais do que suficiente" de que os recursos estão sendo empregados na formação de um time forte e competitivo, capaz de disputar as taças de todas as competições que participa.

“No Palmeiras, os recursos são colocados para que a equipe possa ser protagonista sempre. E melhor do que falar é fazer. Se você pegar o retrato dos últimos anos, verá que isso aconteceu, que o Palmeiras passou a ser grande protagonista. Óbvio que você não vai ganhar todas as competições, pois há outros times bem estruturados, mas nós passamos a disputar todas as competições com chances reais de títulos”, pontuou.

“O Palmeiras chegará aonde nós, torcedores, o levarmos”, finalizou