<
>

Nenê destaca falta de chances claras do River contra o Fluminense e dispara: 'Não acreditavam no nosso grupo'

O meia Nenê comemorou a atuação do Fluminense no empate por 1 a 1 com o River Plate pela estreia da Conmebol Libertadores. O jogador entende que o time sofreu com a ansiedade nos primeiros minutos, mas que a mesma foi bem controlada controlada. Além disso, o experiente jogador citou a falta de chances claras do time argentino.

“A gente estava um pouco tenso no começo, primeiros dez minutos. Sabemos das dificuldades, o River é um adversário que vem disputando sempre os últimos anos as finais da Libertadores. E foi um jogo muito importante para a gente. Estreia, normal a ansiedade. Depois, ficamos tranquilos, conseguimos jogar o nosso jogo", disse.

"Eles não tiveram chances claras no primeiro tempo, nós tivemos bem mais chances. Eu acho que é uma coisa normal (a ansiedade), mas foi uma experiência que a gente passou depois dos primeiros minutos e tivemos uma performance excelente”, completou

O camisa 11 acredita que o Fluminense foi muito corajoso, mesmo diante de um adversário que tem grande tradição, além de destacar a falta de confiança que sentia de outras pessoas no trabalho da equipe carioca.

“Eu acho que nós somos muito corajosos, tivemos personalidade. Todo mundo achava que a gente não ia jogar para igual, não acreditavam no nosso grupo. Nós sabíamos da nossa força, nossa união, nossa vontade de demonstrar que podemos ir longe nessa Libertadores", afirmou

"Isso mostra muito o poder do nosso grupo, nossa confiança e dedicação. Isso dá muita confiança para ir em busca do resultado que precisamos, também, fora de casa”, finalizou.

Substituído no segundo tempo, Nenê quebrou o recorde como jogador mais velho a atuar na Libertadores com a camisa do Fluminense, aos 39 anos, superando o meia Felipe, em 2013.