<
>

Gallardo chama Fluminense de 'gigante', Maracanã de 'mítico' e valoriza empate: 'Não é fácil vir ao Brasil e ter controle da partida'

Um dos candidatos novamente ao título da Conmebol Libertadores, o River Plate fez sua estreia nesta quinta (22). Os argentinos até saíram na frente, com gol de pênalti de Montiel, mas, com ritmo abaixo do que costumam ter, sofreram o empate do Fluminense. Fred marcou.

Depois da partida, o técnico Marcelo Gallardo valorizou as chances criadas e o domínio contra o Fluminense, apontado pelo treinador como 'grande time do Brasil'. Muñeco também encheu a boca para falar do Maracanã.

“Devemos ter em mente que jogamos contra um rival importante, um grande time do Brasil, em um estádio mítico que é imponente e tivemos a oportunidade de jogar nos baseando no nosso, no desempenho, no jogo, no protagonismo”, começou por afirmar.

“No nosso melhor momento, em território rival, com a possibilidade de nos aproximarmos, vem aquele intervalo que deu fôlego ao Fluminense e o colocou no jogo. Mas estamos jogando fora, no Maracanã e contra um gigante brasileiro. Não vamos esquecer que não é fácil vir ao Brasil e assumir o controle do jogo".

"Não geramos em situações, mas valorizo ​​muito. A equipe entende como jogar assim e os adversários respeitam você. Posso entender a frustração do empate para alguns, mas não devemos esquecer o contexto", finalizou.

Com o empate, as duas equipes somaram um ponto. Na próxima rodada, o Fluminense vai até a Colômbia enfrentar o Santa Fe, na quarta (28), às 21h.

Já o River Plate fará sua primeira partida em casa. Também na quarta, os comandados por Marcelo Gallardo encaram o Junior Barranquilla, às 21h, no Monumental de Núñez.