<
>

Foden faz temporada 'nível De Bruyne', bate recorde com Guardiola e não sai do City nem por R$ 3,2 bi

O caminho para o nono título com Pep Guardiola, o quarto consecutivo da Copa da Liga e, quem sabe, o primeiro da temporada 2020/21 passa pelos pés daquele que o Manchester City garante não vender por nada. Nem por 500 milhões de euros (ou R$ 3,2 bilhões na cotação atual).

Provável titular dos Citizens neste domingo (25), contra o Tottenham, em decisão que a ESPN Brasil e o ESPN App transmitem ao vivo a partir de 12h30, Phil Foden vive uma temporada de tirar o chapéu, que só alimenta a expectativa de quem vê no garoto um futuro brilhante e incalculável.

"Ele é o único jogador que não pode ser vendido, não importa a circunstância. O único! Nem por 500 milhões de euros", já disse Guardiola, em algum momento da temporada passada, quando o camisa 47 nem era assim tão escalado pelo treinador espanhol.

Pois agora Foden – visto por muitos como sucessor natural da lenda David Silva – não só convenceu Guardiola de que merece mais chances, como também soube aproveitá-las muito bem. Basta analisar o desempenho na temporada.

Entre Premier League, Uefa Champions League, Copa da Inglaterra e Copa da Liga, o meia disputou 43 jogos. Marcou 14 gols e deu 9 assistências. Ou seja, participou de um gol do Manchester City a cada 124 minutos que esteve em campo.

Outro dado impressionante é que só Kevin de Bruyne criou mais gols para o time do que Foden: 24. Como o belga ainda é dúvida, pois se recupera de uma torção forte no tornozelo direito, é no talento da seleção inglesa que o City deposita as esperanças para sair de Londres campeão.

Foden ainda tem muito a fazer, mas já atingiu números expressivos em uma carreira ainda bem iniciante. São 29 gols e 21 assistências no time principal do Manchester City, algo que nenhum jogador já dirigido por Guardiola conseguiu até completar 21 anos, idade que o meia fará no próximo dia 28 de maio.

Não à toa, a joia será procurada em breve para renovar seu contrato, que vai até junho de 2024. De acordo com jornais ingleses, a ideia do City é triplicar o salário de Phil Foden, que saltará de 30 mil (R$ 226 mil) para 100 mil libras semanais (R$ 755 mil) e um vínculo duas temporadas mais longo.

Nada mal para quem já tem valor de mercado estimado em 150 milhões de euros, algo próximo de R$ 1 bilhão. Por essas e outras é que, enquanto Guardiola mandar no Etihad Stadium, Foden não sairá por valor nenhum.