<
>

Presidente da Premier League planeja criar regra que expulsa da primeira divisão clubes que aceitem proposta da Superliga no futuro

O mundo do futebol, na última semana, teve a Superliga como o centro das atenções. Apesar da bomba inicial, o torneio caiu por terra em poucos dias após os clubes cederem à pressão. Parte das equipes fundadoras, os ingleses foram os primeiros a anunciarem as saídas.

Se a Superliga voltar a aparecer no futuro como uma alternativa, a Premier League já trabalha para que seus clubes não estejam nesse meio. De acordo com o The Sun, Richard Masters, presidente-executivo da entidade, pretende criar uma regra que proíba a entrada do 'Big Six' na liga.

Assim, caso um dia o novo modelo de torneio volte a tentar seduzir as principais equipes inglesas, a Premier League busca se antecipar e expulsar da primeira divisão quem ouse aceitar o convite.

A reação da Premier League contra Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham começou já na última quarta-feira, com os presidentes perdendo posições-chave nos comitês da entidade.

Os protestos contra a participação foram tão grandes que Ed Woodward, vice-presidente executivo dos Red Evils, renunciou ao cargo e deixará o clube do Old Trafford ao final de 2021.

Agora, os 14 clubes restantes da Premier League pressionam o 'Big Six' para que haja uma revisão nos atuais moldes dos acordos de transmissão de TV. Assim, as equipes desejam uma renegociação e divisão equitativa das receitas.