<
>

Ceni, após vitória do Flamengo na Libertadores: 'Talvez a gente tenha que enxergar os pontos positivos'

Após a vitória por 3 a 2 sobre o Vélez Sarsfield, nesta terça-feira, pela estreia na Conmebol Libertadores, o técnico do Flamengo, Rogério Ceni, exaltou o tabu de quase 40 anos que foi quebrado pela equipe rubro-negra em Buenos Aires.

O Fla não ganhava pela Libertadores na Argentina desde 1982, o que fez Ceni minimizar as várias perguntas feitas em sua coletiva sobre os gols sofridos pela equipe para exaltar o feito.

"Lógico que temos que melhorar o sistema defensivo como um todo, mas vejo muito mais méritos do que deméritos hoje. A única vez que o Flamengo tinha vencido pela Libertadores na Argentina tinha sido em 1982. Então, temos que exaltar o que esses jogadores estão conseguindo fazer pelo Flamengo. Conseguiram algo que há quase 40 anos não acontecia", salientou.

O treinador, no entanto, seguiu sendo questionado sobre as falhas defensivas cometidas contra o Vélez, o que fez com que ele pedisse que as pessoas parem de procurar defeitos "com lupa" no time carioca.

"Tivemos um bom controle do jogo. O Flamengo teve as grandes chances da partida, teve o controle, teve a posse de bola. Sofremos os gols em momentos difíceis, mas tivemos calma e tranquilidade para reverter a situação", apontou.

"Relembro: como atleta, acho que ganhei só uma vez jogando na Argentina. E olha que eu fui o brasileiro que mais vezes jogou essa competição como atleta. Agora, o Flamengo, depois de 40 anos, vence novamente na Argentina", argumentou.

"Talvez a gente tenha que procurar os pontos positivos aqui, ao invés de enxergar, com uma lupa, os momentos negativos. Temos que tentar enaltecer as coisas boas que acontecem nesse clube", completou.

Com o resultado desta terça, a equipe comandada por Rogério Ceni já assume a liderança da chave, mandando o Vélez para a lanterna temporária.

Na quarta-feira, Unión La Calera e LDU ainda fazem o outro confronto do grupo G.